Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

CDU QUER INCLUSÃO DE BEJA NO PNI 2030

cdu.jpg

Os eleitos da CDU exigem a inclusão de Beja no Programa Nacional de Investimentos (PNI 2030). Alegam que nesta proposta do Governo é clara a continuidade da política de abandono do distrito de Beja, o maior do país e um dos que mais tem contribuído para o crescimento económico nacional, referindo que “é inaceitável que as infraestruturas necessárias ao desenvolvimento da região, e para a implementação de uma política nacional estratégica e integrada, promotora da coesão territorial e social, continuem a não ser prioritárias.”

Os eleitos da CDU lamentam ainda, “profundamente”, “a incapacidade por parte dos responsáveis políticos locais e regionais em lutarem por uma estratégia nacional e que contemple a região de Beja, uma vez se trata exclusivamente de uma opção política, pois que, há muito, estão definidas as necessidades das infraestruturas, nomeadamente rodoviárias e ferroviárias do distrito.”

CONSELHO REGIONAL DA CCDRA DISCUTIU OPÇÕES ESTRATÉGICAS DO PNPOT

ccdra.jpg

Realizou-se na CCDR Alentejo, uma reunião extraordinária do Conselho Regional, na qual estiveram em discussão, entre outras temáticas, o contributo do Alentejo para as opções estratégicas do Programa Nacional da Política de Ordenamento do Território (PNPOT). Acessibilidades rodoviária, ferroviária e aeroportuária foram amplamente discutidas neste encontro.

Foi na tentativa de inscrever no PNPOT aquelas que são as necessidades prementes que a região do Alentejo tem que, nesta reunião, estiveram em destaque três temas em particular: “a água, a demografia e a mobilidade”.

“UM DESCANSO (QUASE) ETERNO” NO NÚCLEO MUSEOLÓGICO DA RUA DO SEMBRANO

arqueologia.jpg

Até há poucos anos admitia-se que o “mundo” funerário da Idade do Bronze nos Barros de Beja, “na serra” e no “campo de Serpa” era constituído quase exclusivamente por cistas. A identificação de novas estruturas funerárias, na tradição arquitetónica do Neolítico e do Calcolítico, veio demonstrar a existência de uma maior diversidade de sepulcros.

Sem a monumentalidade dos monumentos funerários dos períodos anteriores, estas estruturas - bem como outros vestígios arqueológicos - sofrem a ameaça do crescente dinamismo agrícola em curso na região. Será possível valorizar estes vestígios que num passado recente projetaram, através das taças de tipo Santa Vitória e de tipo Odivelas, o nome da região pelo mundo? É uma das questões que a conferência de hoje procura dar resposta. A sessão começa às 21.30 horas.

Comentários recentes

  • Anónimo

    O anti-maçonismo é como o anti-comunismo. Ambas as...

  • Anónimo

    Os populismos apenas surgem por incompetencia dos ...

  • Anónimo

    Há, mas são verdes.

  • Anónimo

    Avisa-se a todos aqueles que diziam, dizem e escre...

  • Anónimo

    PARABENS PAULO ARSENIO , novo Elefante Branco no P...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds