Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

AMALENTEJO DENÚNCIA “PRESSÕES” PARTIDÁRIAS SOBRE COMISSÃO PROMOTORA

AMALENTEJO_-1-768x432.jpg

O Movimento AMAlentejo denuncia “uma enorme pressão partidária” sobre cada um dos elementos da sua Comissão Promotora, lembrando que a Comissão integra pessoas de todos os quadrantes políticos e que todos os partidos foram convidados para intervir no Congresso agendado para o final do mês. 

O AMAlentejo questiona se “será muito pedir aos Partidos que não exerçam pressões sobre os seus membros que estão na Comissão Promotora do AMAlentejo para que não subscrevam a Petição Pública “Inscrever o Alentejo no PNPOT?”.

Na Petição, é proposto o aproveitamento do Aeroporto de Beja em alternativa à criação de um novo Aeroporto na Base Aérea do Montijo, a modernização / electrificação de toda a linha ferroviária do Alentejo e a conclusão de algumas vias fundamentais inscritas no Plano Rodoviário Nacional, como o IP8 em perfil de auto-estrada, o IC13, o IC27, o IC4, entre outros.

JOÃO DIAS VISITOU ALVITO E RECOLHEU PREOCUPAÇÕES RELACIONADAS COM A SAÚDE E LIGAÇÕES RODOVIÁRIAS

JooDias.jpg

João Dias, deputado do PCP, eleito por Beja, esteve esta semana de visita ao concelho de Alvito, de onde recolheu preocupações relacionadas com as questões da saúde e das ligações rodoviárias a este concelho, especialmente algumas estradas nacionais que asseguram a ligação ao concelho também estão nas preocupações do parlamentar.

João Dias visitou ainda a fábrica de bagaço de azeitona de Alvito e ficou satisfeito com o facto, de ter encontrado uma realidade bem diferente da de Fortes.

GOVERNO "DESISTIU" DO BAIXO ALENTEJO ATÉ 2030

EstaoCPBeja.jpg

O Programa Nacional de Investimentos (PNI) 2030 tem 40 projectos listados, metade dos quais ferroviários. A electrificação da linha ferroviária entre Beja e Casa Branca ficou fora do plano de investimentos.

O governo vai lançar debates temáticos em todo o país de modo a obter contributos para o Programa.

Os deputados eleitos por Beja não se resignam. Pedro do Carmo, do PS, assegura que não “baixará os braços” e estará na “linha da frente”, reivindicando a electrificação da ferrovia a Beja. João Dias, do PCP, considera que Beja corre o risco de ver encerrada a linha e garante que vai avançar com novas iniciativas na AR em defesa da electrificação da linha ferroviária. Nilza de Sena, do PSD, frisa que o Governo “desistiu” do Baixo Alentejo e considera que é “inadmissível” que sejam considerados investimentos em regiões mais ricas em detrimento das mais pobres. 

Veja e oiça também AQUI, de onde copiei a foto.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não podes estar mais longe. O eterno e sempre à mã...

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

  • Anónimo

    Tal e qual ... até que enfim que alguém vai ao cer...

  • Anónimo

    Esta técnica de mal-dizer é cronicamente utilizada...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds