Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

ALUNOS DE CASTRO VERDE ELEITOS PARA O PARLAMENTO DOS JOVENS

Zé LG, 19.03.18

CV-2-768x512.jpg

Os alunos do Agrupamento de Escolas de Castro Verde voltaram a destacar-se no Parlamento dos Jovens pelo desempenho obtido na  Sessão Distrital do ensino básico e secundário que decorreu, na semana passada, em Beja.

Este ano a temática abordada foi a “Igualdade de Género” e a Sessão Nacional está agendada para os dias 14 e 15 de maio, na Assembleia da República.

Manuela Florêncio, coordenadora do programa Parlamento dos Jovens de Castro Verde frisa a várias etapas da iniciativa.

O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República dirigida aos jovens do ensino básico e do ensino secundário, que culmina com a realização de duas Sessões Nacionais no Parlamento.

“A AÇÃO DOS POLÍTICOS LOCAIS DEVE FAZER-SE DE UMA MANEIRA MAIS SÉRIA E ESCLARECIDA”

Zé LG, 19.03.18

Parece-me importante perceber que a discussão da saúde na região tem duas velocidades, uma mais imediata dirigida à tentativa de resolução de problemas que existem e que ameaçam a continuidade dos cuidados de saúde à população da área de abrangência da ULSBA, em particular os hospitalares, e outra mais estrutural, mais profunda e destinada a obter ganhos em saúde a médio e longo prazo - é nesta última que se inclui uma maior atenção à prevenção...
A ação dos políticos locais, autarcas e deputados, deve fazer-se nos dois momentos e de uma maneira bem mais séria e mais esclarecida do que a atual. Foi verdadeiramente impressionante, e triste, a sua prestação, a falta de conhecimento, de preparação e, consequentemente, de alternativas e de ações reais sugeridas no debate de quinta feira. Todos sabemos que estão limitados na ação mas podem e devem fazer muito mais, podem e devem informar-se, caramba... É preciso mais, muito mais.
Do mesmo modo é preciso que a ARSAlentejo, na pessoa do seu presidente, não esteja tão "encolhido". Bem esteve a Conceição Margalha, a desempenhar com qualidade o papel que é o seu - o de Presidente de um Conselho de Administração de uma instituição com gravíssimos problemas, a não tapar o sol com a peneira. Obrigada, Conceição.

Ana Matos Pires a 18 de Março de 2018 às 11:06, AQUI.