Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

DIA MUNDIAL DA DOENÇA RARA ASSINALA-SE HOJE

201802272312018445.jpg

O Dia Mundial da Doença Rara é comemorado, anualmente, a 28 de fevereiro. A data é celebrada em 70 países do mundo, com o objetivo de sensibilizar a população, os órgãos de saúde pública, médicos e especialistas em saúde para os tipos de doenças raras existentes e toda a dificuldade que os seus portadores enfrentam para conseguir um tratamento ou cura.

O Dia Mundial da Doença Rara foi celebrado pela primeira vez em 2008, pela Organização Europeia de Doenças Raras. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde e da Eurordis, as doenças raras são aquelas classificadas seguindo quatro principais fatores: incidência, raridade, gravidade e diversidade. A previsão é que cerca de 8% da população mundial tenha algum tipo de doença rara, ou seja, uma em cada 15 pessoas.

TURISMO DO ALENTEJO/ RIBATEJO COM “O MAIOR STAND” DA BTL, QUE ARRANCA HOJE

201802271019333623.jpg

A 30º edição da BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa arranca, hoje, na FIL- Feira Internacional de Lisboa. Até 4 de Março vários municípios do Alentejo marcam presença no Stand da ERTAR- Entidade Regional de Turismo do Alentejo/ Ribatejo.

Pelo quarto ano consecutivo, a ERTAR tem “o maior stand daquela que é considerada a feira de referência para a indústria do turismo nacional e internacional”.

Com um espaço de 1296 m2, o stand conta com a participação de 52 municípios, da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo e de 41 empresas.

A decoração do local é inspirada na campanha promocional “Desligue”, um conceito inspirado nas características únicas das regiões do Alentejo e Ribatejo, que desafia os turistas a “desligar” do stress do dia-a-dia para viverem momentos únicos e inesquecíveis.

Ler e ouvir também AQUI, de onde foi copiada a fotografia.

XUTOS E PONTAPÉS VOLTAM A BEJA PARA PARTICIPAR NA FESTA DOS 35 ANOS DA OVIBEJA

Cartaz.jpg

A Ovibeja 2018 celebra a sua 35ª edição com um ambicioso programa recheado de novidades. A par da internacionalização dos produtos agroalimentares de origem vegetal, como tema em destaque, e da reflexão sobre os desafios e oportunidades da agricultura no futuro, a Ovibeja também se faz de festa. E a festa faz-se, sobretudo, através do encontro e da partilha entre amigos. E entre os amigos contam-se os Xutos e Pontapés que inauguram o Palco Ovibeja no dia 27 de abril.

A 35ª OVIBEJA será uma edição comemorativa dedicada a todos os que têm participado na sua história, e que se sentem parte integrante desta Feira e desta Festa. São diferentes gerações, sectores, expositores e visitantes que, a cada ano, contribuem para construir uma assinatura forte e para o desafio que é dar a conhecer “Todo o Alentejo deste Mundo”.

MORREU VARELA GOMES, O OPERACIONAL DA REVOLTA DE BEJA

c53ae42b274a569a9a1f55833b6a82dd.jpg

Morreu esta segunda-feira João Varela Gomes. O coronel foi, durante a guerra colonial, o primeiro a pegar em armas contra a ditadura de Salazar; e foi, no 25 de Novembro de 1975, o último a depor as armas quando chegava ao fim a "Revolução dos cravos".

Na madrugada de 1 de Janeiro de 1962, o então capitão Varela Gomes dirigiu com Manuel Serra a operação de tomada do quartel do Regimento de Infantaria 3, em Beja.
Varela Gomes afirma que não foi o "autor do golpe de Beja", e atribui o mérito da autoria a Manuel Serra. No que lhe diz respeito, assume-se simplesmente como dirigente operacional da revolta. E nessa qualidade, admite, não deveria ter sido ele a empreender a prisão do segundo comandante do quartel, major Calapez Martins. Daí resultou ser ferido com gravidade e ser derrotada a revolta logo na sua fase inicial.

CIMAL REALIZA ROTEIRO PARA A “VALORIZAÇÃO DA SAÚDE” NO LITORAL ALENTEJANO

20180226180545313.jpg

O Roteiro para a Valorização da Saúde, lançado pelos presidentes nos cinco municípios do Alentejo Litoral no contexto da CIMAL, visa a recolha de contributos e a auscultação de diversos agentes e entidades da sub-região para que o território, e os municípios, em particular, reúnam as melhores condições para a formulação de propostas para a valorização da prestação de cuidados de saúde às populações.

Recorde-se que há menos de um mês, o Conselho Intermunicipal da CIMAL foi recebido pelo ministro da Saúde, que assumiu o compromisso de, em breve, visitar o Alentejo Litoral.

LUÍS DARGENT REELEITO PRESIDENTE DA DISTRITAL DE BEJA DO CDS-PP

201802231132551.jpg

Os próximos três anos serão de trabalho no sentido de implementar cada vez mais o CDS-PP no distrito de Beja: a meta é definida pelo reeleito presidente da Distrital dos centristas, Luís Dargent.
"Queremos continuar a nossa implantação no terreno e ter cada vez mais concelhias", assume Dargent, que foi reeleito no passado sábado, 17 de Fevereiro, para um novo mandato de três anos, que se estende até 2020.

“O ESTADO DA SAÚDE NA REGIÃO” EM DEBATE PROMOVIDO PELA VOZ DA PLANÍCIE

201802231913096443.jpg

A Voz da Planície quer saber qual é “O Estado da Saúde na Região” e vai debater esta matéria, no dia 15 de março, a partir das 17.30 horas, na Cafetaria do Pax Julia – Teatro Municipal de Beja, com médicos, enfermeiros e decisores políticos. E porque a saúde é um fator fundamental para o desenvolvimento este vai ser um debate aberto ao público, e com transmissão em direto, onde todos podem participar.

Em entrevista à Voz da Planície, Miguel Guimarães, Bastonário da Ordem dos Médicos, afirma que a ULSBA tem necessidade de novas instalações e de equipamentos para o exercício da atividade profissional e grandes carências de especialistas, concluindo que só quando houver abertura de concursos para os especialistas que terminam a sua formação é que a ordem das coisas se vai alterar no Hospital e centros de saúde, caso contrário, o Interior nunca se irá desenvolver.

A CÂMARA E A ACOS, O PARQUE DE FEIRAS E EXPOSIÇÕES, A OVIBEJA E A RURALBEJA

Após quatro meses de mandato autárquico e a dois meses da 35ª OVIBEJA, seria oportuno que o novo Executivo Camarário esclarecesse as suas posições sobre:

31ª Ovibeja 037.jpg

- a importância do seu relacionamento com a a ACOS e se considera estratégica a cooperação entre as duas entidades para o desenvolvimento do Concelho de Beja;

- se pretende manter a gestão do Parque de Feiras e Exposições de Beja assumida por protocolo assinado no anterior mandato e, caso afirmativo, quanto vai cumprir as responsabilidades da gestão, manutenção e dinamização daquele equipamento;

- a importância que atribui à OVIBEJA e ao seu envolvimento na afirmação e aproveitamento de todo o potencial da Feira na promoção de Beja e da Região;

- se pretende manter a organização, o formato e o nível de investimento / custos da RURALBEJA ou se admite e em que condições "devolvê-la" à ACOS;

- a proposta da ACOS de atribuir o nome de Manuel de Castro e Brito ao Parque de Feiras e Exposições de Beja.

 

DECLARAÇÃO DE INTERESSES: Embora trabalhe na ACOS e na OVIBEJA, não tenho nelas quaisquer responsabilidades a nível da Direcção, pelo que as questões que aqui coloco são da minha exclusiva responsabilidade.

 

 

CÂMARA DE ALVITO ATIBUI LOTES PARA HORTAS SOCIAIS EM VILA NOVA DA BARONIA

imgLoader.ashx.jpg

Até ao próximo dia 15 de Março estão abertas as candidaturas ao Concurso para atribuição de 10 lotes de terreno, com 100 m2, das Hortas Sociais de Vila Nova da Baronia.

Os munícipes poderão cultivar neste espaço produtos hortícolas e frutícolas, plantas medicinais, aromáticas e condimentos e, simultaneamente, usufruir de áreas de convívio e descanso.

A instalação de utilização de espaços agrícolas para as Hortas Sociais é uma iniciativa do Município de Alvito e constituem um complemento ao orçamento familiar, servem um propósito pedagógico ao promover as boas práticas agrícolas e a agricultura biológica e incentivam a produção, a preservação e o conhecimento da natureza.

Consulte as normas de funcionamento ou solicite as mesmas na Junta de Freguesia de Vila Nova da Baronia.

Pág. 1/9

Passaram por cá

(desde 15-01-2011)

Comentários recentes

  • Ana Matos Pires

    A propósito de Silos, estão todos convidados. Apar...

  • Anónimo

    Andam por aí umas cromas a falar de recusa de tran...

  • Anónimo

    Só para complementar o que atrás se refere.Todos a...

  • Anónimo

    Foram edifícios construídos depois da grande cheia...

  • Anónimo

    Então é mesmo. De um lado os rapazes e do outro as...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds