Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

TERMINAL XXI DE SINES VAI TER AUTOMAÇÃO TOTAL

Zé LG Zé LG, 13.01.18

sinesterminalxxinova-690x377.jpg

A concessionária do Terminal XXI do Porto de Sines vai apresentar no evento Intelligent Port of the Future, que decorre até dia 14 em Singapura, a sua estratégia de automação total para a movimentação de contentores e que inclui um inovador braço robótico para cargas e descargas.

Para além disso o novo sistema integrado de gestão de carga e descarga de contentores vai fazer uso de drones autónomos, "que serão capazes de voar pelo perímetro dos terminais (com recurso a softwares de controlo de voo) e de prestar auxílio nas operações de movimentação de carga executadas entre o navio e a área do terminal".

RUI MARREIROS CRITICA OPÇÕES DA ADMINISTRAÇÃO DA CDU NA EMAS

Zé LG Zé LG, 13.01.18

201801111609241.jpg

administrador-executivo aponta o facto de terem encontrado "um conjunto de intervenções e de pequenas empreitadas que não deram continuidade ao plano de renovação da rede que já estava definido" anteriormente. "Aquilo que encontrámos foram intervenções casuísticas em determinadas zonas, separadas umas das outras, que muitas vezes pretendiam dar resposta a intervenções urbanísticas de outra natureza 'mascaradas' de projectos de renovação da rede de águas".
Ao mesmo tempo, foi detectado um "buraco" financeiro de 2,5 milhões de euros. "Fomos confrontados com pagamentos a empreiteiros que se deixaram de fazer em Maio/ Junho de 2017 e, portanto, havia um défice muito grande em termos de dívida aos empreiteiros. Além disso, depois de esgotados os recursos financeiros da empresa, a anterior administração, para continuar com esta actividade, recorreu à contracção de sucessivos empréstimos de curto-prazo junto da banca para ir alimentando esta tipologia de intervenção".