Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

MUSEU DA TAPEÇARIA DE PORTALEGRE VAI SOFRER OBRAS DE REQUALIFICAÇÃO

gt55.jpg

O Museu da Tapeçaria de Portalegre – Guy Fino vai sofrer obras de requalificação e ampliação, numa intervenção que, segundo o município de Portalegre, arranca no mês de fevereiro. As obras, que serão financiadas em 90% pelo Turismo de Portugal, estão estimadas em 400 mil euros e decorrerão até ao final do ano e de forma faseada para que o museu possa continuar aberto ao público.

As Tapeçarias de Portalegre distinguem-se pela sua técnica original e pelo facto de trabalharem com obras de artistas contemporâneos que assinam as peças como obra sua.

Imagem de capa Turismo de Portugal.

TURISMO DO ALENTEJO APOSTA NA CRIAÇÃO DO 1º OBSERVATÓRIO DA SUSTENTABILIDADE

IMG_3154.JPG

Ceia da Silva diz que 2017 foi um ano de boas notícias, com o Turismo na região Alentejo a crescer e com o reconhecimento do património da região. A região cresceu em todos os índices do turismo, com destaque para os proveitos que cresceram cerca de 20% e as dormidas de não residentes que subiram 15,8%. 

O presidente da Turismo do Alentejo diz que 2018 será pautado pelo trabalho de equipa, em conjunto com autarquias, com empresas, com os técnicos de turismo e com todos os agentes, com o objectivo de tentar fazer melhor do que em 2017.

A Turismo do Alentejo irá avançar este ano com todo o processo para a criação do 1º observatório, da europa, relacionado com a sustentabilidade; avançará com a reestruturação dos Caminhos de Santiago, a sul do Tejo; serão feitas as redes de Walking e de BTT; serão criadas as condições para a certificação do alojamento e Turismo Rural; e será ainda lançada a nova linha de marketing e comunicação, que trará novos materiais promocionais neste ano de 2018.

FAMÍLIA CIGANA OCUPOU UMA CASA MAS FOI EXPULSA PELA CÂMARA DE BEJA

1190782 (1).jpg

Autarquia alentejana é acusada pela Associação Habita de ter cometido um acto ilegal ao despejar sem notificação uma família cigana com três filhos menores que sofrem de asma. 

Fábio Barão foi informado por uma técnica do serviço social da Câmara de Beja que na próxima terça-feira poderia ter “boas notícias” mas teriam de abandonar o edifício dos Paços do Concelho. Entretanto, encontrou abrigo provisório numa pequena comunidade cigana instalada na periferia da cidade de Beja.

O PÚBLICO fez várias tentativas para falar com o presidente da Câmara de Beja mas até ao momento não foi possível obter qualquer esclarecimento.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Isso é que seria mostrar coragem, coerência e verd...

  • Anónimo

    Uma sugestão, para o João Dias: na votação do orça...

  • Anónimo

    E mesmo assim o camarada Jerónimo aprovou o dito o...

  • Tudo Mesmo

    Eia, que Linda

  • Anónimo

    Disparate , sim!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds