Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

CORREDOR FERROVIÁRIO SINES - ÉVORA - ESPANHA LANÇADO EM MARÇO

Zé LG, 31.01.18

de334.jpg

O governo português vai lançar, no próximo mês de março, o concurso público para o programa de obras no corredor ferroviário de mercadorias entre os portos de Sines - Évora - fronteira espanhola. Segundo a Cargo Revista, a notícia corre já os meios de comunicação internacionais e são adiantadas três intervenções fundamentais: a relativa ao trilho entre o Norte de Évora e o Freixo, a que concerne a linha entre o Freixo e Alandroa e a conexão entre Alandroal e Linha do Leste.

IPBEJA INAUGURA “A CASA DO ESTUDANTE – RESIDÊNCIA”

Zé LG, 31.01.18

IPBeja-768x512.jpg

Esta residência resulta do protocolo celebrado com a Casa do Estudante e permite ao IPBeja aumentar a sua capacidade de alojamento em parceria com uma entidade cujo trabalho na área de acolhimento ao estudante remonta a 1953, referiu João Paulo Trindade. O presidente do IPBeja frisou ainda que ficam disponíveis mais 45 camas, permitindo assim, dar resposta às necessidades mais imediatas e não descarta a possibilidade de virem a ser efetuadas mais parcerias, com outras entidades, para resolver a questão do alojamento para estudantes da instituição.

A inauguração da “Casa do Estudante – Residência” está marcada para as 16.00 horas.

Leia também AQUI.

VIDIGUEIRA INCLUSIVA + EMPREGO

Zé LG, 29.01.18

250120181218-296-VIDIGUEIRA-INCLUSIVA.JPG

A Câmara Municipal de Vidigueira aprovou, para este ano de 2018, a abertura de 10 vagas, no âmbito do projecto Vidigueira Inclusiva + Emprego. 

O principal objectivo passa pela ocupação temporária de pessoas desempregadas, sem qualquer suporte social de apoio, em situação de vulnerabilidade económica e social.

Os candidatos integrados neste projecto serão ocupados no desenvolvimento de actividades de interesse municipal, com a duração de três meses, podendo este período de tempo ser renovado por mais três meses, como afirma Luís Pestana, vereador da Câmara Municipal de Vidigueira.

ELVAS VAI RECUPERAR MURALHA FERNANDINA

Zé LG, 28.01.18

elvas_6.jpg

Já está lançado o concurso para uma empreitada de conservação e restauro do  troço da Muralha Fernandina em Elvas, entre a Avenida de São Domingos e a Rua dos Lagares, naquela cidade alentejana e cujo centro histórico é Património da Humanidade.

 

Imagem de capa de Jorge Montez e Miguel Montez | Portugal de Lés a Lés

“NÃO É VERDADE QUE FALTA DINHEIRO PARA A SAÚDE”?

Zé LG, 26.01.18

20180126000047__ndr0994.jpg

Questionado sobre o estado atual do Serviço Nacional de Saúde, Correia de Campos é direto: regista avanços, mas admite que “nem tudo está bem”. O primeiro ponto é que “dizer-se que falta dinheiro para a saúde não é verdade”, afirma, referindo que o dinheiro chega “no final do ano para tapar as dívidas”. Ou seja, não se pode falar em falta de recursos, mas sim numa gestão que diz ser “profundamente errada”.

“Os médicos e os enfermeiros foram muito mal tratados” durante a crise, diz, defendendo que os profissionais passem a ser pagos “decentemente” pelo desempenho e não estritamente por um salário fixo. Correia de Campos admite que não teve “tempo” de fazer a reforma dos hospitais quando foi ministro, mas refere que também enfrentou obstáculos nas Finanças. “A culpa é da cultura da administração financeira do Estado: quer contas certas e não aceita um pagamento pelo desempenho que dá conta incerta”, assinala

 

São muitas as questões pertinentes aqui focadas por Correia de Campos. Será que dá para fazer aqui um debate sério sobre elas?. Fica o desafio.

SERVIÇO DE CIRURGIA DA ULSBA INTEGRA ESTUDO INTERNACIONAL

Zé LG, 26.01.18

cirurgia-768x512.jpg

O Serviço de Cirurgia Geral da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) vai integrar um estudo internacional, promovido por duas instituições.

O estudo pretende, segundo a Unidade Local de Saúde, “caracterizar a incidência do ileus pós-operatório em doentes submetidos a cirurgia colorretal e avaliar o efeito e a segurança da utilização de anti-inflamatórios não esteróides após a cirurgia.

Depois da avaliação e autorização do protocolo do estudo em Comissão de Ética, a ULSBA integrará o grupo dos cerca de 370 centros mundiais envolvido este estudo.

PS ACUSA EXECUTIVO CAMARÁRIO DE CUBA DE “PERSEGUIÇÃO”. CDU NEGA.

Zé LG, 25.01.18

Cuba_-768x512.jpg

A concelhia de Cuba do Partido Socialista acusa a maioria CDU na Câmara de “perseguições político-partidárias mascaradas de actos de gestão dos recursos humanos”.

Em comunicado enviado às redacções, o PS fala em mudanças de trabalhadores que “apenas atingem funcionários que, de uma forma perfeitamente legítima e democrática, tiveram posições cívicas e políticas diferentes das da actual maioria da gestão autárquica”.

Em reacção a estas acusações, João Português, presidente da Câmara Municipal de Cuba, afirma que esta posição do PS “está integrada numa estratégia política de desgaste dos eleitos da CDU”.

João Português acrescenta que o executivo tem tratado “todas as pessoas da mesma forma” e que está em curso a remodelação dos serviços, algo normal no inicio de um novo mandato, negando qualquer “perseguição politica/partidária”.

CÂMARA DE ALVITO JÁ INICIOU A 2ª FASE DA REABILITAÇÃO DAS PISCINAS MUNICIPAIS

Zé LG, 25.01.18

PiscinasAlvito-768x512.jpg

A obra prevê a demolição da zona de entrada para o complexo por forma a ampliar a área dos balneários.

O edifício do Bar vai ser intervencionado para melhorar a ligação à piscina e aumentar a zona verde.

Esta obra permitirá, segundo a mesma fonte, “uma exploração independente da piscina, podendo funcionar tanto no período de Verão como no resto do ano”.

Pág. 1/5