Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

GOVERNO AVANÇA COM RETIRADA DE SEDIMENTOS DAS BARRAGENS NO SADO

carlos-martins-secretario-estado.jpg

O Secretário de Estado do Ambiente Carlos Martins esteve numa visita à Barragem de Pego do Altar e de Vale do Gaio em Alcácer do Sal, no âmbito da visita da Comissão de Ambiente e Ordenamento do Território, na sequência das preocupações levantadas pela autarquia, pelos produtores de arroz da região, assim como da Associação de Regantes e Beneficiários do Vale do Sado e Associação dos Agricultores de Alcácer do Sal.

Perante os representantes daquelas instituições, que temem o colapso das culturas, e 11 deputados da Assembleia da República que integram a Comissão, o Secretário de Estado do Ambiente disse não ter solução milagrosa para a seca severa na Bacia Hidrográfica do Sado, garantindo porém avançar com a retirada de sedimentos das barragens que ocupam quase 15 a 20 por cento da sua capacidade natural, no início do próximo ano.

ANTIGO HOSPITAL DA MISERICÓRDIA DE MONFORTE TRANSFORMADO EM ESPAÇO DE EDUCAÇÃO E CULTURA

25438739_1586474074762757_6388225016352992070_o.jp

O antigo hospital da Misericórdia de Monforte deu lugar a um centro de Formação e Educação, um novo espaço aberto à comunidade onde vai também funcionar a Universidade Sénior. A requalificação do edifício, abandonado há mais de meio século, é inaugurada esta quarta-feira.

O presidente da Câmara Municipal de Monforte, Gonçalo Lagem, disse que a obra “há muito ansiada pela população” dignifica o centro histórico da vila e coloca ao dispor da comunidade um vasto leque de equipamentos.

Um investimento de 460 mil euros, comparticipado por fundos comunitários em 85%.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Porquê?

  • João Espinho

    @nónimo 17.09.2019 07:25 - estranho seria se o ...

  • Anónimo

    Qual dos porquinhos?

  • Anónimo

    O que é estranho é o desinteresse do DA pelo tema.

  • Anónimo

    Muitos daqueles que foram bater palminhas ao Antón...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds