Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

REMODELAÇÃO DAS RUAS PROF. EGAS MONIZ E DR. ERNESTO GÓIS EM VILA NOVA DA BARONIA

siteatual.jpg

Vão iniciar-se, na primeira quinzena de Dezembro, as obras de Remodelação das Redes de Infraestruturas e Pavimentação das Ruas Professor Egas Moniz, e Dr. Ernesto Góis, em Vila Nova da Baronia. As obras, a executar em 4 meses, conduzirão a condicionamentos localizados no tráfego rodoviário, gerando eventuais incómodos aos utilizadores e moradores.

Nesse sentido, e de modo a facilitar o escoamento normal do tráfego, apresentam-se alternativas para que possam parar e/ou estacionar os veículos em local adequado, dado tal ser proibido nestas vias, pelo que todos deverão providenciar no sentido de não estacionar ou parar nas referidas ruas.

Como alternativas a essa impossibilidade, sugerem-se as vias adjacentes à Rua Prof. Egas Moniz, nomeadamente, Rua 5 de Outubro e Rua 25 de Abril.

PCP DIZ QUE O ALENTEJO “PRECISA É DE UMA VERDADEIRA POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO”

mupi01.jpg

A Direcção Regional do Alentejo (DRA) do PCP lamenta “a postura de alguns eleitos do PS que, na busca de hegemonização do poder, ignoram a lei e não olham a meios para atingir os seus fins”, responsabiliza os eleitos socialistas pela “situação de impasse na eleição de órgãos” e acusa-os da prática de “uma cultura de poder pelo poder, diminuindo a matriz de diversidade e pluralidade que existe no Poder Local”.

O PCP diz que Alqueva “não tem condições para resolver todos os problemas existentes no Alentejo” e que a região “precisa é de uma verdadeira política de desenvolvimento, assente no aproveitamento dos recursos e potencialidades existentes”.

 

O PCP mostra-se preocupado com os efeitos da seca na agricultura e no abastecimento à população numa parte substancial da região e refere que há medidas de caráter estrutural que urgem ser implementadas para que se possa fazer face a este tipo de flagelo.

“O LIVRO DA INCERTEZA” DE ERNESTO SEIXAS É APRESENTADO HOJE EM PORTALEGRE

24883524_1572865372790294_7217780123661875089_o.jp

“O Livro da Incerteza” de Ernesto Seixas é apresentado por António Martinó, hoje, às 17:30, no auditório da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais de Portalegre.

O autor disse que a narração é “um grito contra determinados aspetos da nossa sociedade judaico-cristã, uma sociedade que vive no fio da navalha” e um alerta para a importância das coisas simples da vida.

Ernesto Seixas estudou e viveu em Portalegre; Bragança; Guarda e Lisboa, reformado do ensino e da agricultura, dedica-se a ler e a escrever tendo já três obras publicadas.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Porquê?

  • João Espinho

    @nónimo 17.09.2019 07:25 - estranho seria se o ...

  • Anónimo

    Qual dos porquinhos?

  • Anónimo

    O que é estranho é o desinteresse do DA pelo tema.

  • Anónimo

    Muitos daqueles que foram bater palminhas ao Antón...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds