Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

EMAS SUBSTITUI COLECTOR JUNTO À CICLOVIA DE BEJA

EMAS-OBRA.jpg

A EMAS está a substituir um troço de colector de águas residuais junto à ciclovia da cidade, devido ao seu elevado estado de degradação. O colector em causa recebe grande parte das águas residuais da cidade.

Rui Marreiros, administrador executivo da EMAS, diz “que se trata de uma intervenção com alguma urgência” e que “Se esta intervenção não tivesse sido feita rápida e atempadamente poderíamos ter situações muito graves, com a drenagem de águas residuais da cidade”.

De acordo com a EMAS a substituição do colector de águas residuais estará concluída até ao final da semana.

ENCONTRO PSIQUIATRIA E(M) CONTEXTO COMEÇA HOJE EM BEJA

081120171834-348-ENCONTROPSIQUIATRIABEJA.jpg

Beja recebe nesta sexta-feira, e sábado, no Centro Social do Lidador, o Encontro Psiquiatria E(m) Contexto, que reúne quatro serviços de psiquiatria das diferentes regiões do país, ou seja da Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte está o Centro Hospitalar de São João, do Porto; da ARS do Centro está o Centro Hospitalar de Tondela/Viseu; da ARS de Lisboa e Vale do Tejo está o Hospital Fernando da Fonseca Amadora/Sintra e da ARS do Alentejo está o Serviço de Psiquiatria da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA).

No primeiro dia de encontro, durante a tarde, fala-se, entre outros temas, sobre psiquiatria no hospital e psiquiatria fora de portas. No sábado, último dia do encontro, as questões centram-se nas classificações nosológicas, na psiquiatria do comportamento, da criança e do adulto, questionando se a adolescência é uma fronteira e numa conversa para memória futura.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Porquê?

  • João Espinho

    @nónimo 17.09.2019 07:25 - estranho seria se o ...

  • Anónimo

    Qual dos porquinhos?

  • Anónimo

    O que é estranho é o desinteresse do DA pelo tema.

  • Anónimo

    Muitos daqueles que foram bater palminhas ao Antón...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds