Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“BEJA MERECE +” PROMOVE REUNIÃO MAGNA NO PAX JULIA

Zé LG, 08.11.17

Beja-Merece.jpg

O Movimento “Beja Merece +” faz no próximo domingo a apresentação de um videoclip seguida de uma reunião magna, pelas 16 horas, no Pax Julia.

O encontro vai debater todas as questões que estão na base do Movimento, como sejam as acessibilidades, o aeroporto e a saúde, preocupações que são transversais a toda a região do Baixo Alentejo.

O Movimento deu a conhecer os “10 Mandamentos” para conclusão do IP8 e da A26, electrificação da Linha Ferroviária, melhor saúde e aproveitamento do Aeroporto de Beja.

JOÃO PAULO TRINDADE QUER CAPTAR MAIS FONTES ALTERNATIVAS DE FINANCIAMENTO

Zé LG, 08.11.17

politecnico.jpg

O presidente do Instituto Politécnico de Beja está a reavaliar a oferta formativa do Politécnico.

Na sessão de abertura de mais um ano académico, realizada ontem, João Paulo Trindade defendeu a necessidade do Instituto alargar a oferta formativa a novas áreas. O presidente do IPBeja apontou como exemplo o sector aeronáutico.

O Politécnico pretende fazer formação na área da aeronáutica através de uma parceria com a G Air- Escola de Aviação.

João Paulo Trindade quer captar um maior número de fontes alternativas de financiamento, “seja em ambiente competitivo ou através de fundos comunitários”.

MÉDICOS FAZEM UM DIA NACIONAL DE GREVE

Zé LG, 08.11.17

060520141742-108-mdicos.jpg

Os médicos cumprem hoje, um dia nacional de greve, convocado pelo SIM e pela FNAM. Os médicos queixam-se de estarem há praticamente um ano em negociações com o Governo e das suas reivindicações não serem atendidas.

Este dia nacional de greve foi decretado pelos dois sindicatos médicos, SIM – Sindicato Independentes dos Médicos e FNAM – Federação Nacional dos Médicos, que se juntam pela quarta vez numa paralisação conjunta contra políticas governamentais, sendo também, a segunda que este Governo enfrenta.

A greve dos médicos deve afetar sobretudo, consultas e cirurgias. Os serviços mínimos estão garantidos e abrangem urgências, tratamentos oncológicos ou cuidados intensivos.