Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

EDIA APRESENTA MODELO PARTICIPATIVO DOS PERÍMETROS DE REGA DE ALQUEVA

031120171013-542-EDIAagricultura.jpg

Durante esta primeira quinzena de Novembro, realiza-se um conjunto de sessões para apresentação do Modelo Participativo dos Perímetros de Rega de Alqueva aos agricultores dos perímetros de rega geridos pela EDIA.

No total foram convocados cerca de 6 mil agricultores abrangidos por estas infraestruturas. As sessões estão abertas a todos os agricultores e proprietários, e pretendem abordar, para além das informações gerais de apoio ao agricultor, também a avaliação de satisfação do serviço prestado pela EDIA e o novo tarifário da água.
A primeira sessão, realiza-se, hoje, às 11.00 horas, no auditório da EDIA, em Beja, à tarde, às 15.00 horas, em Ferreira do Alentejo.

Estas sessões surgem numa altura em que a campanha de rega se aproxima do fim, sendo possível desta forma fazer um balanço do serviço prestado aos agricultores.

TRABALHADORES VOLTAM HOJE À GREVE NA MINA DE NEVES-CORVO

201711031222261.jpg

Os trabalhadores da Somincor, empresa concessionária da mina de Neves-Corvo, no concelho de Castro Verde, iniciam às 6h00 desta segunda-feira, 6 de Novembro, uma nova greve de cinco dias.
A paralisação vai prolongar-se até ao dia 11 de Novembro e segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM) tem por base o facto de a administração da empresa não dar resposta às revindicações dos trabalhadores.
Segundo o STIM, as greves servem para os trabalhadores reivindicarem o fim do regime de laboração contínua no fundo da mina, a "humanização" dos horários de trabalho, a antecipação da idade da reforma para os funcionários das lavarias, a progressão nas carreiras, a revogação das alterações unilaterais na política de prémios e o "fim da pressão e da repressão sobre os trabalhadores".

Passaram por cá

(desde 15-01-2011)

Comentários recentes

  • João Espinho

    Obrigado.

  • Ana Matos Pires

    Dia 5 de outubro.Não são seis propostas, são três....

  • r

    está uma ruptura na praça da republica, em Beja, d...

  • João Espinho

    Exposição ficará patente ao público até quando? Ob...

  • Ana Matos Pires

    A propósito de Silos, estão todos convidados. Apar...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds