Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

É ASSIM QUE PROMOVEM A INCLUSÃO ESCOLAR?

A inclusão - e neste caso a inclusão escolar - já entrou no discurso político. Ainda bem, porque isso significa que ela é um anseio não só das famílias atingidas mas também da maioria das pessoas. Infelizmente, ao discurso só muito raramente se verifica o seu fomento na prática.

Exemplo disso é o que mais uma vez está a acontecer com os apoios aos alunos com necessidades especiais de educação. Estamos em meados de Outubro, um mês decorrido sobre o início do ano lectivo, e os terapeutas ainda não foram colocados, continuando os alunos sem os apoios de que tanto carecem para o necessário desenvolvimento e consequente inclusão. E as notícias que começam a surgir, como se nada de grave estivesse a acontecer, lançam as piores ameaças sobre as crianças e suas famílias, deixando-os sem rede. Nos casos que conheço directamente, os tempos dos terapeutas foram reduzidos em 50%. Uma criança que tinha dois tempos de fisioterapia e dois tempos de terapia da fala passa a ter apenas um tempo de cada terapia. E isto depois de já terem sido bastante reduzidos os tempos nos anos anteriores. 

Enquanto a aposta na inclusão for encarada como despesa em vez de investimento, estes cortes na educação inclusiva vão continuar a ser feitos para contribuirem para a redução do défice e ficamos todos a perder. 

E perante estas medidas o que fez o Conselho Municipal de Educação? Assiste, na bancada, considerando que se trata de um assunto que não lhe diz respeito? Esperemos que passe a ter um papel mais interventivo no acompanhamento da educação e na procura de soluções para os problemas existentes.

HDB PROMOVE DIETA MEDITERRÂNICA NO DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO

131020171147-49-AlimentosSaudveis.jpg

Celebra-se hoje, o Dia Mundial da Alimentação, data que a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura comemora este ano, com o tema: “Mude o futuro da migração. Investir na segurança alimentar e no desenvolvimento rural”. A propósito desta celebração, a Voz da Planície deixa-lhe, alguns conselhos, feitos por uma nutricionista e um exemplo de boas-práticas.

Nesta data, Verónica Tubal, nutricionista responsável pelo Serviço de Alimentação do Hospital José Joaquim Fernandes, recorda a importância de se consciencializar a opinião pública para as questões da alimentação e da nutrição e deixa alguns conselhos úteis para ajudar a melhorar as escolhas que se podem fazer na alimentação, em família ou no local de trabalho, optando por alguns dos pressupostos da chamada dieta mediterrânica.

PS DIZ QUE ATINGIU OS OBJECTIVOS EM BEJA

PS-Beja.jpg

A Concelhia de Beja do Partido Socialista diz que foram alcançados “cabalmente” os objectivos de vencer a Câmara de Beja, aumentar o número de freguesias e aumentar o número de eleitos na Assembleia Municipal e que a vitória de 1 de Outubro foi “a vitória da humildade e da simplicidade baseada numa campanha que envolveu muitos jovens e sobretudo muitas mulheres”.

O PS lembra que venceu as eleições “apenas pela 2.ª vez em Beja, em 12 eleições autárquicas já realizadas” e que atingiu “o seu melhor resultado eleitoral de sempre no Concelho em eleições desta natureza com 46,25% dos votos” e que pela primeira vez a CDU não terá maioria absoluta na Assembleia Municipal de Beja “tendo o PS igual número de eleitos e elegendo pela primeira vez 10 deputados directos”. O PS enaltece a conquista das duas freguesias urbanas que junta a Albernoa/Trindade, pela primeira vez, e às duas que já detinha, Beringel e Trigaches/São Brissos.

O PS/Beja destaca ainda “a subida generalizada do partido a nível distrital, com quatro novas vitórias, o que confere a curto prazo responsabilidades acrescidas nos vários organismos de associação intermunicipal na região que não devem ser enjeitadas”.

Ler AQUI e AQUI.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Porquê?

  • João Espinho

    @nónimo 17.09.2019 07:25 - estranho seria se o ...

  • Anónimo

    Qual dos porquinhos?

  • Anónimo

    O que é estranho é o desinteresse do DA pelo tema.

  • Anónimo

    Muitos daqueles que foram bater palminhas ao Antón...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds