Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Diário do Alentejo” distinguido com Prémio de Jornalismo “Direitos Humanos & Integração”

Zé LG, 25.09.17

DA.jpg

reportagem “Quando um murro nem sempre é um murro”, da autoria do jornalista do “Diário do Alentejo” Paulo Barriga e publicada em outubro de 2016, foi distinguida com o Prémio de Jornalismo “Direitos Humanos & Integração”, na categoria de Comunicação Social Regional e Local, em ex aequo com o trabalho “Quando a história de ‘Maria’ se repete demasiadas vezes”, de Martine Rainho, semanário “Região de Leiria”.
Joana Gorjão Henriques, do “Público”, venceu na categoria de Imprensa Escrita; Ana Maria Ramos Aranha, da Antena 1, na categoria de Rádio; e Ana Leal, da TVI, na categoria de Meios Audiovisuais.

Trabalhadores de Neves-Corvo avançam para a greve

Zé LG, 25.09.17

151020131317-398-NevesCorvo.jpg

Os trabalhadores das minas de Neves-Corvo vão estar em greve entre 3 e 7 de Outubro.

A realização deste protesto, para reivindicar o fim do regime de laboração contínua no fundo da mina e pela humanização dos horários de trabalho, foi decidido pelos trabalhadores que reuniram em plenário.
A greve surge depois de analisadas as respostas que a administração da Somincor apresentou ao Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira, em meados deste mês, sobre os horários de trabalho no fundo mina, a antecipação da idade da reforma dos trabalhadores das lavarias, a progressão nas carreiras, a política de prémios e ainda a “pressão e repressão” sobre os trabalhadores.

“António Costa quer reforço do PS nas eleições autárquicas”

Zé LG, 25.09.17

 

PS.jpg

almoço de apoiantes à candidatura “PS/Somos Beja” decorreu ontem, nas instalações do NERBE/AEBAL na presença de António Costa, secretário geral do PS e dos candidatos às 14 câmaras do distrito de Beja. 

António Costa, falou da importância do reforço do PS nestas eleições autárquicas para dar continuidade ao trabalho iniciado há dois anos e que já deu resultados. António Costa apontou o exemplo do IP2 e da A28, querendo referir-se à A26, e deixou a garantia que este projecto há-de continuar o seu percurso.

Paulo Arsénio, cabeça de lista da candidatura “PS/Somos Beja” considerou que o eleitorado é adulto e sabe separar a acção governativa e a acção autárquica. Quanto à presença de António Costa, neste almoço, Paulo Arsénio afirmou que foi a resposta a quem tinha dúvidas que o secretário geral do PS não viria a “terras” da CDU, porque não seria bom para a “geringonça”.
Para além de abordar algumas das propostas do programa eleitoral, Paulo Arsénio, deixou também criticas ao “principal e único adversário” acusando-o de arrogância e falta de humildade.
Paulo Arsénio aproveitou a presença de António Costa para “pedir” que não estando para já assegurada a electrificação da linha férrea entre Beja e Casa Branca que, pelo menos, haja uma outra atenção às condições que são oferecidas aos utentes desta linha. Um pedido que ficou sem resposta no discurso de António Costa.