Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
02
Ago 17

2048_incendio-alto-s-bento-18-07-2016-33.jpg

Através da Comissão de Trabalho de Fisiopatologia Respiratória e DPOC, a Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) divulgou um conjunto de medidas que ajudam a minimizar os riscos de complicações respiratórias, especialmente dirigida às pessoas que sofrem de patologias crónicas.

“A exposição prolongada a temperaturas elevadas é prejudicial à saúde, em geral, e, em particular, ao aparecimento ou descompensação das doenças respiratórias. A agudização de doenças respiratórias crónicas é frequente neste período, constatando-se também o aparecimento de doenças agudas, como as broncopneumonias, que não acontecem somente no Inverno”, esclarece a coordenação da Comissão de Trabalho de Fisiopatologia Respiratória e DPOC.

Leia as RECOMENDAÇÕES.

publicado por Zé LG às 17:46
tags: ,
02
Ago 17

tapada_chaves1-360x300.jpeg

A Fundação Eugénio de Almeida (FEA), de Évora, anunciou a aquisição da propriedade e da marca de vinhos Tapada do Chaves, que mantém a mesma designação.

A Tapada do Chaves, localizada em Frangoneiro, nos arredores de Portalegre, dá origem a vinhos há quase 100 anos e possui duas das mais velhas parcelas de vinha do Alentejo.

Com 60 hectares de terra e 32 de património vitícola, 23 dos quais de castas de uva tinta e nove hectares de castas de uva branca, a Tapada do Chaves localiza-se numa zona fortemente influenciada pela orografia (Serra de São Mamede) e pela cobertura agro-florestal que lhe confere um microclima específico e decisivo para a qualidade e tipicidade dos vinhos aí produzidos.

 

publicado por Zé LG às 12:45
02
Ago 17

IMG_2674.JPG

Vão-se realizar, de ontem a dois meses, eleições para os órgãos das autarquias locais.

Os candidatos têm vindo a ser anunciados e apresentados a conta-gotas e, em muitos casos, bastante mais tarde do que em eleições anteriores.

Ideias, propostas, projectos e programas escasseiam ou nem um que apresentaram até agora. Como concretizá-los nem se fala…

O debate faz-se, quase sempre, em torno dos candidatos – os meus são melhores do que os teus – e se alguém faz alguma crítica ao poder, logo surgem os seus apoiantes a afirmar que não valorizam o que foi feito e está projectado fazer e só criticam porque estão próximas as eleições.

Ora, parece-me a mim que o poder foi eleito para fazer e que se faz o que prometeu fazer não fez mais do que a sua obrigação e se não fez ou fez mal deve ser criticado por isso. E deve ser criticado mais quando se aproximam as eleições, porque é nesta altura que os eleitores têm oportunidade de o julgar. Só quando fez bem e mais do que se tinha comprometido deve ser elogiado.

Ou não será assim?

publicado por Zé LG às 08:52
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
As criticas são sempre necessárias, venham de onde...
????????????
Apressadinho.
A avaliação de praticamente um ano de mandato de P...
Para isso, até os subversivos vinham ao “casting”!
Só se fosse para um “remake” do Lawrence da Arábia...
Boa ideia! Pena que o falecido N. Breiner não tenh...
A solução para o desenvolvimento de Beja seria enc...
A doutora Casanova dá uma entrevista e como fiel m...
A AMP também?
Boa edição do Diário com dois bons textos da filha...
Isto é experimentação sociológica.
A mentira só se espalha quando há ouvidos crédulos...
Vão dar uma conferência de imprensa encapuçados?
blogs SAPO