Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

ALENTEJO PODE CHEGAR A AGOSTO SEM ÁGUA E EDIA GARANTE QUE A RESERVA DE ÁGUA DE ALQUEVA É SUFICIENTE PARA MAIS DOIS ANOS

No final de Junho cerca de 80% do território português encontrava-se em seca severa ou extrema.

Nesta altura, das 60 barragens existentes em Portugal continental, há 18 que registam menos de metade do nível de água que conseguem armazenar, o que levou já o Governo a activar a Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Efeitos da Seca, criada há cerca de 1 mês.

O Alentejo é uma das regiões do país que mais está a preocupar o Governo, uma vez que pode chegar a Agosto sem água, uma situação idêntica à da região da Beira interior.

 

A EDIA garante que a reserva de água que hoje existe em Alqueva é suficiente para mais dois anos sem afluências significativas e capazes de responder às necessidades agrícolas e de abastecimento público na sua área de influência, tendo capacidade para satisfazer todas as necessidades de água para a agricultura na região equipada pelo sistema, 120 mil hectares actualmente, estando apenas limitado pela capacidade dos adutores às diferentes albufeiras, tal como acontece em qualquer sistema de distribuição de água.

Relembra que se alguma Associação que gere outras barragens receptoras de água de Alqueva necessita de 20, 30 ou 40 milhões de metros cúbicos, e se sabe que o sistema tem capacidade para debitar cerca de 7 milhões por mês, então esse volume de água terá de ser solicitado à EDIA vários meses antes.

BE APRESENTOU CANDIDATOS AOS ÓRGÃOS AUTÁRQUICOS DO CONCELHO DE ÉVORA

mhf_cm-720x430.jpg

Com a presença da coordenadora nacional, Catarina Martins, o Bloco de Esquerda apresentou, em Évora, os candidatos à Câmara Municipal, Maria Helena Figueiredo, e à Assembleia Municipal, Bruno Martins.

Foram ainda apresentados os candidato a três freguesias urbanas: José Elizeu Pinto à União de Freguesias de Évora, Ana Pitti à União de Freguesias Bacelo/Senhora da Saúde e Amália Oliveira à União de Freguesias Malagueira/Horta das Figueiras.

Comentários recentes

  • Anónimo

    O anti-maçonismo é como o anti-comunismo. Ambas as...

  • Anónimo

    Os populismos apenas surgem por incompetencia dos ...

  • Anónimo

    Há, mas são verdes.

  • Anónimo

    Avisa-se a todos aqueles que diziam, dizem e escre...

  • Anónimo

    PARABENS PAULO ARSENIO , novo Elefante Branco no P...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds