Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

SOMBRAS PRECISAM-SE EM BEJA

Zé LG Zé LG, 10.07.17

IMG_2501.JPG

Beja tem boas zonas verdes e muitas ruas com árvores, que ajudam a atenuar a canícula que se faz sentir no Verão. No entanto, existem ruas ou troços onde não foram plantadas as tão necessárias árvores. É o caso da Rua Cidade de S. Paulo, que, desde a Rodoviária até à Escola Mário Beirão, tem árvores frondosas de um lado e de outro e que no troço desta Escola até à Rotunda do Pastor nem uma tem para amostra. As fotografias que apresento mostram bem como necessário e urgente é a plantação de árvores neste troço da Rua Cidade de S. Paulo.

IMG_2502.JPG

Fica a sugestão à Câmara Municipal de Beja, que, estou certo, não a deixará de atender, a não ser que exista alguma justificação forte que a impeça de concretizar, o que não vislumbro.

“INCLUWORK” INTERVÉM NA REABILITAÇÃO DE EDIFÍCIO QUE ACOLHE ASSOCIAÇÕES EM BEJA

Zé LG Zé LG, 10.07.17

070720171520-109-Grupo.jpg

Decorre até dia 14 deste mês, o campo de trabalho internacional “Incluwork” que junta um grupo de 17 jovens de diversos países: Portugal, Espanha, México, Hong Kong, Bélgica, Turquia, França e Itália. Este grupo está em Beja a participar em atividades culturais e a reabilitar, em parte, um edifício sito na Rua Capitão João Francisco de Sousa, que acolhe várias associações da cidade.
A Voz da Planície esteve no local e falou também, para além do responsável Francisco Torrão, com quatro dos jovens que estão a participar nesta iniciativa, um do México, outro de Itália, outro da Bélgica e outro de Hong Kong, que em português, francês e inglês, disseram ser muito importante intervir, em Beja, no âmbito deste projeto.

CÂMARA DE MOURA INVESTE EM RECUPERAÇÃO DE PATRIMÓNIO PARA HABITAÇÃO SOCIAL

Zé LG Zé LG, 10.07.17

Câmara de Moura mostra Pátio dos Rolins

090720172320-458-PtioRolins_.jpg

O espaço, requalificado pela Câmara para habitação social, está praticamente concluído e terá, em breve, novos moradores.

O município decidiu abrir o Pátio para que os munícipes possam conhecer este investimento. 

O edifício foi sujeito a duas fases de reabilitação, num investimento total de cerca de 375 mil euros.

O Pátio vai alojar famílias desfavorecidas, no seguimento do uso dado às várias habitações que o município possui pelo concelho.

A Câmara de Moura revela que no actual mandato foram investidos mais de 800 mil euros em habitação social.