Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

OUVIRBEJA - PS PROMOVE CONVERSAS DE MAIO

Zé LG Zé LG, 03.05.17

18278895_1358295480916393_1713444700414524805_o.jp

Aceitei o convite para participar nesta primeira Conversa de Maio, promovida pelo PS, porque acho que é importante Ouvir Beja. Embora não sendo especialista, espero contribuir para animar um debate sobre temas fundamentais para a qualidade de vida das populações.

Faço-o a nível pessoal e sem qualquer comprometimento com o PS ou a sua candidatura autárquica.

FIALHO DE ALMEIDA RECORDADO NOS 160 ANOS DO SEU NASCIMENTO EM CUBA

Zé LG Zé LG, 03.05.17

140420141639-735-fialhodealmeidamdicoeescritor.jpg

A Associação Fialho de Almeida realiza na sexta-feira, dia 5, iniciativas de comemoração dos 160 anos do nascimento do escritor.

A conferência, com início marcado para as 10.30 horas, é sobre o tema: "Fialho e as artes: uma ótica deformante” e é com Isabel Mateus, da Universidade do Minho, no auditório da Biblioteca Municipal de Cuba.

Às 18.00 horas é realizada uma “Conversa à volta de Fialho de Almeida”, com Isabel Mateus, da Universidade do Minho, José António Costa Ideias, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade Nova de Lisboa e Ricardo Revez, do Instituto de História Contemporânea, da Universidade Nova de Lisboa, na Taberna do Arrufa.

Fialho de Almeida nasceu em Vila de Frades a 7 de Maio de 1857, e como afirmou Manuel da Fonseca em 1984 foi "o primeiro Escritor que levou à Literatura o Alentejo e o seu drama". Em 2017 passam 160 anos sobre o nascimento desta figura da literatura portuguesa e a Associação Cultural Fialho de Almeida (AFA), com sede em Cuba, diz assumir "a pertinência de lembrar Fialho de Almeida".

MÉRTOLA VAI TER REFORÇO DO ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Zé LG Zé LG, 03.05.17

A Câmara de Mértola prevê a resolução dos problemas de abastecimento de água depois de concluído o reforço da ligação à Estação de Tratamento de Águas do Enxoé.

A obra é da responsabilidade da Empresa Águas Públicas do Alentejo, que já lançou a empreitada de substituição do traçado para aumento da capacidade de transporte de água.

A primeira fase dos trabalhos no concelho decorrerá entre os reservatórios de Mértola e Moreanes, com uma extensão de aproximadamente 11 Km, onde se inclui a travessia da ponte sobre o rio Guadiana em Mértola e a construção de uma estação elevatória.

Jorge Rosa, presidente da Câmara de Mértola sublinha que o concelho será abastecido por água da Barragem de Pedrogão, através da Estação do Enxoé.

Quando as diferentes fases da intervenção estiverem concluídas, Mértola deixa de estar dependente dos furos artesianos e solucionará um problema comum em anos de fraca pluviosidade: a falta de água e o seu transporte em auto-tanques às populações.

A obra está orçada em 1 milhão e 800 mil euros e tem o prazo de execução de um ano.

CICLO DE PALESTRAS SOBRE A “INCLUSÃO” EM S. TEOTÓNIO

Zé LG Zé LG, 03.05.17

020520171613-528-Incluso.jpg

Realizam-se, hoje e no dia 17 deste mês, as ações do Ciclo de Palestras sobre a “Inclusão” promovido pela Agrupamento de Escolas de Odemira, Colégio Nossa Senhora da Graça de Vila Nova de Milfontes e APCO – Associação de Paralisia Cerebral de Odemira, com o apoio da autarquia odemirense. 

A Sede do Agrupamento de Escolas de S. Teotónio recebe hoje, pelas 17.30 horas, a palestra com o tema “Uma Escola para Todos: Promover a inclusão na relação com a comunidade”, com a participação de Félix Bonãno, atual diretor do Colégio Cesário Verde.

No dia 17, pelas 17.30 horas, na Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves, em Odemira, decorrerá a palestra “A perturbação do espetro do autismo na escola”, com a participação de Evelina Brígido, coordenadora do Grupo de Estudo da Perturbação do Espetro do Autismo na Appt21 / Centro de Desenvolvimento infantil Diferenças.