Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

SARA RAMOS CANDIDATA DA CDU À CÂMARA DE ODEMIRA

Zé LG, 27.04.17

201704241004181.jpg

A fisioterapeuta Sara Ramos, de 30 anos, vai ser a candidata da CDU à presidência da Câmara de Odemira nas eleições Autárquicas agendadas para o próximo dia 1 de Outubro.
Licenciada em fisioterapia, Sara Ramos é directora-técnica de respostas sociais na Associação de Reformados Pensionistas e Idosos da Freguesia de São Teotónio, além de ser co-fundadora da Plataforma Social de Odemira e presidente da Comissão Permanente do Conselho Municipal da Juventude de Odemira.
Membro da Comissão Concelhia de Odemira do PCP, Sara Ramos foi vereadora em substituição pela CDU na Câmara de Odemira durante o presente mandato 2013-2017 e integrou as listas da CDU nas Legislativas de 2015.
A candidatura de Sara Ramos à Câmara de Odemira foi aprovada pelo PCP na passada semana. A apresentação oficial decorrerá no próximo dia 30 de Abril, num almoço em Odemira.

PSD DE ALMODÔVAR DE CANDEIAS ÀS AVESSAS COM DISTRITAL, ÓRGÃOS NACIONAIS E IPA

Zé LG, 27.04.17

O presidente da concelhia de Almodôvar do PSD não poupa críticas à distrital de Beja do partido e aos Independentes por Almodôvar.

O compromisso entre a concelhia do PSD de Almodôvar e o movimento Independentes por Almodôvar (IPA) previa como cabeça de lista à Câmara António Sebastião (IPA), seguido de Fernando Palma (PSD) e Sílvia Batista (IPA).

Por decisão da distrital “laranja”, Fernando Palma, número dois da lista aprovada pela concelhia e pelo IPA, foi substituído por Ricardo Colaço, vereador do PSD, que estabeleceu um acordo com o PS no actual mandato.

O PSD de Almodôvar acusa os Independentes de aceitarem a proposta da distrital “traindo assim a confiança cimentada com a concelhia ao longo de mais de dois anos de diálogos e negociação”.

O presidente da concelhia de Almodôvar do PSD assegura que o caso foi denunciado aos órgãos nacionais do partido onde “impera o silêncio, a indiferença e a falta de consideração pelas estruturas de secção” e acusa a distrital de “violar grosseiramente os estatutos do PSD”.

A concelhia de Almodôvar do PSD diz-se “ferida na sua dignidade, ultrapassada e esvaziada de competências”. Nesse sentido, anuncia a “denúncia unilateral do referido acordo entre o PSD de Almodôvar e o IPA por violação do mesmo por parte dos Independentes”.

Ler AQUI e AQUI.

FISCALIZAÇÃO DA OVIBEJA E EXPOSITORES

Zé LG, 26.04.17

IMG_1773.JPG

Todos os anos a Ovibeja e os seus expositores são ficalizados pelas diversas entidades com poderes para tal.

Mas nunca, que eu saiba, tal se verificou logo na véspera da abertura, passando a pente fino as viaturas e documentos dos expositores à porta (ver fotografia em cima) e as licenças da organização.

Não sei se esta é uma prática nova aplicada a todas as feiras e mercados, se foi uma experiência ou se esta acção teve qualquer outra justificação. 

Vamos ver se as autoridades fiscalizadoras esclarecem ou se temos de esperar e para ver.

BISPO DE BEJA EXTINGUIU DEPARTAMENTO COM MUITOS PRÉMIOS GANHOS

Zé LG, 26.04.17

O bispo de Beja, D. João Marcos, decidiu extinguir o Departamento do Património Histórico e Artístico (DPHA) da Diocese, num momento em que a Igreja Católica neste território está a “reajustar as estruturas” face a “novos condicionalismos”, avança a ECCLESIA.

Num decreto enviado à ECCLESIA, o bispo considera que o DPHA, criado a 11 de julho de 1984, “embora tenha realizado um trabalho meritório na promoção e divulgação do património diocesano, não se tem revelado ser o meio mais adequado para atingir os objetivos que presidiram à sua constituição” e sublinha ainda, as falhas no “diálogo, que se pretende constante, com o clero e com os próprios diocesanos”.

 

Será que o Departamento do Património Histórico e Artístico recebeu este "prémio" do Bispo por ter ganho tantos prémios?

DISCURSO DO ELEITO DO PBCT NA SESSÃO COMEMORATIVA DO 25 DE ABRIL

Zé LG, 25.04.17

010.JPGMais um ano se passa sobre a gloriosa gesta de Abril de 1974 que tantas e tão profundas mudanças propiciou a um País e um Povo que se encontrava prisioneiro da mais duradoura ditadura que a Europa tinha conhecido.

Quase meio século que nos fez parar no tempo, sem esperança nem direção.

“Dão-nos um bolo que é a história
da nossa historia sem enredo
e não nos soa na memória
outra palavra que o medo”

Assim caracterizava Natália Correia a ditadura, num poema superiormente cantado por José Mário Branco.

Quarenta e três anos passados, a mudança é, felizmente, evidente.

Mudança visível na qualidade de vida alcançada (em 1970 mais de metade das habitações em Portugal não tinham água canalizada!), na saúde, na educação, na segurança social, no emprego…

Mas também, nos níveis de exigência!

Queremos cada vez mais e melhor, porque sentimos que a isso temos direito!

E, sobretudo, queremos generalizar esses direitos.

006.JPG

 

 

A MADRUGADA QUE NOS FEZ ACREDITAR QUE TÍNHAMOS O DESTINO DAS NOSSAS MÃOS

Zé LG, 25.04.17

18312417_7iMg7.jpeg

Faz daqui a pouco (02h00) 43 anos que foi para o ar a canção "e depois do adeus", que serviu de senha para arranque do Movimento das Forças Armadas, que pôs fim a 48 anos de ditadura fascista e nos devolveu a LIBERDADE (veja-se a nota publicada no rodapé da primeira página do República). E com ela a capacidade de sonhar a um povo que vivera até então amordaçado, aprisionado, oprimido.

Foram tempos inolvidáveis que a minha geração teve oportunidade de vir.

25 DE ABRIL SEMPRE!

PSD NÃO CUMPRIU ESTATUTOS NA ESCOLHA DO CANDIDATO À CÂMARA DE BEJA

Zé LG, 24.04.17

970403_10151528547808192_641956133_n.jpg

João Espinho, militante do PSD, desde 1979 da Secção de Beja e que desempenhou funções de vogal da CP de Secção e deputado municipal eleito na Assembleia Municipal e numa Assembleia de Freguesia, na cidade de Beja, escreveu ao Secretário-Geral do PSD um e-mail onde manifesta a sua “indignação perante o facto consumado da homologação pela CPN do nome do candidato pelo PSD à Câmara Municipal de Beja”, porque “não foi cumprido o que está estipulado nos estatutos, onde se prevê : “2. Compete à Assembleia de Secção: f) Dar parecer sobre as candidaturas aos órgãos das Autarquias Locais e aprovar o Programa Eleitoral, sob proposta da Comissão Política (…)”.

Pág. 1/5