Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

UNIDADES LOCAIS DE SAÚDE DO LITORAL ALENTEJANO E DO NORTE ALENTEJANO TAMBÉM TÊM NOVAS ADMINISTRAÇÕES

João Manoel Moura dos Reis, Vera Maria Escoto, Joaquim Duarte Araújo, Ana Amélia Ceia da Silva e Artur Manuel Caretas Lopes, respetivamente, para os cargos de presidente e vogais executivos do conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano;
Luís Manuel de Sousa Matias, Horácio Carlos de Figueiredo Santos Feiteiro, Alda Maria Figueiredo Machado Pinto Dinis da Fonseca, Miguel Ângelo Madeira Rodrigues e Amaro Silva Pinto, respetivamente, para os cargos de presidente e vogais executivos do conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano.
Todas as nomeações receberam parecer favorável da CRESAP. De destacar que nestas nomeações para Unidades Locais de Saúde são feitas ao abrigo do Regime Jurídico e os Estatutos aplicáveis às unidades de saúde do Serviço Nacional de Saúde, aprovado por este Governo, tendo passado um dos vogais a ser proposto pela respetiva Comunidade Intermunicipal.

Do comunicado do Conselho de Ministros, de hoje.

NOVA ADMINISTRAÇÃO DA ULSBA APROVADA

2_2_Margalha.jpg

Na sequência da reunião do conselho de ministros de hoje, dia 30, o Governo aprovou, sob proposta do ministro das Finanças e da Saúde, os nomes propostos para o conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (Ulsba). Maria da Conceição Lopes Baptista Margalha, José Aníbal Fernandes Soares, José Manuel Lourenço Mestre, António Sousa Duarte e Joaquim Manuel Brissos foram nomeados para os cargos de presidente e vogais executivos, respetivamente. Todas as nomeações receberam parecer favorável da Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (Cresap), faltando ainda um nome a juntar a este grupo, o de um dos vogais, que deve ser proposto pela Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (Cimbal).

CINCO AZEITES PORTUGUESES ENTRE OS MELHORES DO MUNDO DO PRÉMIO OVIBEJA

Prova de produtos regionais_Alentejo.jpg

Um 1º lugar na categoria de Frutado Maduro, três posicionados em 2º nas categorias Frutado Maduro, Frutado Verde Ligeiro e Frutado Verde Intenso e um 3º prémio na categoria de Frutado Verde Ligeiro. Outros cinco azeites lusos receberam menções honrosas.
A selecção dos melhores azeites decorreu, na Casa do Alentejo, em Lisboa. O concurso deste ano contou com 150 amostras de azeites provenientes de 11 países.
Mariana Matos, Secretária Geral da Casa do Azeite, afirma que em 2017, aumentou o número de azeites a concurso e a qualidade continua a ser uma referência. Mariana Matos destaca ainda as “conquistas” dos azeites portugueses neste concurso.
Aumentar a qualidade e o potencial competitivo dos azeites portugueses é um dos objectivos do concurso organizado pela ACOS em parceria com a Casa do Azeite e o patrocínio do Crédito Agrícola.
Os prémios vão ser entregues aos vencedores no decorrer da Ovibeja, no dia 29 de Abril, às 12.00 horas.

ESTRATÉGIA NACIONAL PARA A AGRICULTURA BIOLÓGICA DISPONÍVEL PARA CONSULTA

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, já apresentou as linhas gerais da Estratégia Nacional para a Agricultura Biológica (ENAB), um documento que estabelece 5 objetivos estratégicos e 10 metas para atingir no espaço de uma década.

Foi igualmente apresentado o Plano de Ação, ficando ambos os documentos disponíveis para consulta no site da DGADR – Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural, até ao próximo dia 12 de abril.

O Ministro sublinhou que “é necessário valorizar e apoiar a produção em modo biológico por forma a satisfazer uma procura crescente deste tipo de produtos no mercado” e que “o interesse nestes produtos por parte dos consumidores tem vindo a transformar a produção biológica numa área de negócio cada vez mais relevante do ponto de vista económico”.

Pág. 1/12

Comentários recentes

  • Anónimo

    Penso que é facial perceber quem falta a verdade. ...

  • Anónimo

    Bons tempos.

  • Anónimo

    Tem toda a razão, às vezes parecem miúdos que pela...

  • Anónimo

    Como estão as contas afinal?

  • Luis Palminha

    Se não me engano, a resposta a essa pergunta foi p...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds