Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

ARSA DIZ QUE VAI RESOLVER PROBLEMAS NO CENTRO DE SAÚDE

Zé LG, 30.01.17

"No dia 27 de janeiro de 2017 deslocou-se a Beja e ao Centro de Saúde de Beja I, o Senhor Presidente do Conselho Diretivo da ARSA, IP, tendo reunido com o Conselho de Administração da ULSBA, EPE, a Senhora Coordenadora do Centro de Saúde de Beja I, representantes da Ordem dos Médicos, a Senhora Enfermeira em funções de chefia, a Senhora Coordenadora técnica do Centro de Saúde de Beja I e o Senhor Coordenador do Serviço de Instalações e Equipamentos da ULSBA, EPE.
Foram debatidos assuntos de interesse para este Centro de Saúde e nomeadamente feito o ponto de situação das questões suscitadas pelos representantes da Ordem dos Médicos no que diz respeito a problemas de funcionamento do equipamento de climatização e outros constrangimentos reportados.
Sobre todos os assuntos referidos foram recolhidas informações e proporcionados esclarecimentos com vista à sua solução a curto prazo, como estava previsto, e de resto já havia sido referido em reunião anterior realizada a 15 de Dezembro de 2016, e faz parte do Plano de Investimentos para o ano de 2017 da ULSBA, EPE."

Deixado por Anónimo a 30 de Janeiro de 2017 às 16:30; AQUI.

À ATENÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE BEJA

Zé LG, 30.01.17

002.JPG

001.JPG

Existem alguns arruamentos em Beja a necessitar de conservação, com o pavimento bastante degradado e a porem em risco as viaturas que por eles circulam.

As fotografias mostram o estado em que se encontra o pavimento da Rua Dr. António Belard da Fonseca, cuja reparação é urgente, uma vez que é das mais movimentadas, porque fica entre o Centro de Saúde e o Centro Distrital da Segurança Social.

CÂMARA DE BEJA DESAUTORIZA BIBLIOTECA MUNICIPAL

Zé LG, 30.01.17

QUE PASSA COM O EXECUTIVO CAMARÁRIO DE BEJA?

16299503_1362769543798511_151803665722334098_n.jpg

O Instituto de História Contemporânea ((IHC) da Universidade Nova de Lisboa, no âmbito do centenário da revolução russa de Outubro de 1917, em parceria com diversas entidades, entre as quais, a Fundação para a Ciência e Tecnologia e a Direcção Geral do Livro, dos Arquivos e Bibliotecas, lançou um programa de análise e discussão sobre o tema citado às Bibliotecas Públicas. A Biblioteca Municipal de Beja, á semelhança de muitas outras bibliotecas públicas do país, respondeu afirmativamente à proposta, agendando com o IHC as duas actividades constantes do programa, sendo a primeira já no próximo dia 3 de Fevereiro. No entanto, na passada sexta-feira, dia 27 de Janeiro, a Biblioteca comunica ao IHC que o agendado ficava sem efeito porque o executivo camarário não autorizava a iniciativa. Perante o estranho e o caricato da situação, na qualidade de utilizador da Biblioteca Municipal de Beja, pergunto: PORQUÊ? Entendo que a Câmara de Beja tem toda a legitimidade em não querer que a sua Biblioteca se associe a qualquer evento destinado a debater um dos acontecimentos centrais do século XX - a revolução de Outubro de 1917. Só gostava, no entanto de saber, o porquê.

Constantino Piçarra, AQUI.