Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

LAR DE SELMES SERÁ INAUGURADO EM BREVE

19692838_6dqBN.jpeg

A Associação de Beneficência de Selmes e Alcaria conta inaugurar o Lar de Selmes ainda este mês ou no início de Outubro.

A residência tem capacidade para 73 utentes e passa a ser a maior do concelho. Os acordos com a Segurança Social devem avançar no início de 2017 e Manuel Narra, presidente da direcção da Associação, espera conseguir acordos para 80% das camas.

A actual direcção assumiu funções há cerca de ano e meio e a restruturação permitiu avançar para a gestão do Lar de Selmes.

Manuel Narra não descarta a possibilidade de alguns quartos destinarem-se à valência de cuidados continuados.

(Foto de José Cabaça)

PEDRO MARTINS PUBLICA "A INSCRIÇÃO DOS DIAS"

A GUERRA COLONIAL, A CRÍTICA DA SOCIEDADE DO ESTADO NOVO, UM CORAÇÃO QUE SOFRE.

UM LIVRO ARREBATADOR.

PREFÁCIO DE FRANCISCO BELARD

 

O LIVRO

480645_492135774213958_2125339726_n.jpg

Em 1971, Portugal continuava a travar uma guerra inútil, que durava havia já uma década. Na Metrópole, a uma economia que acusava o esforço do conflito, juntava-se mais um atentado da Acção Revolucionária Armada, que destruía quase três dezenas de aviões e helicópteros da Força Aérea, em Tancos.

Do porto de Lisboa continuam a sair barcos carregados de militares. Num deles, o Niassa, com destino à Guiné, vai o narrador desta obra. E se o coração vai já apertado de saudades de Q., o seu amor, daquele território não chegavam notícias animadoras – o PAIGC estava já equipado com mísseis, fornecidos pela União Soviética, e a guerra não parecia ter um fim à vista.

Percorrendo os grandes temas de um país perdido na sua história (o salazarismo, a PIDE, o Tarrafal), os sentimentos mais genuínos (o amor, a solidariedade), mas também um quotidiano cruel, os medos e os fantasmas de uma geração, A Inscrição dos Dias – Cartas para Q. é uma obra intensa, uma descida aos infernos e, em simultâneo, um acto de libertação.

 

PEDRO MARTINS

Irremediável soixante-huitard (low profile), nasceu em Beja, em 1949. 

Estudou no Liceu da cidade natal e frequentou universidades (Bélgica, Portugal). Trabalhou na banca e no mundo dos livros.

Colaborou em inúmeras publicações, de que são exemplo os jornais Diário de Lisboa, Ponto, Notícias da Amadora, Diário do Alentejo, Notícias do Sul ou Voz do Povo (2ª Série) e na revista Alentejo.

Esteve dois anos (entre 1971 e 1973) na Guerra Colonial, na Guiné, experiência que está na génese deste livro.

Páginas: 96

Preço: 11 Euros

Editor: Edições Parsifal

ISBN: 978-989-8760-28-9

 

NAS LIVRARIAS A PARTIR DE AMANHÃ!

 

Publicada por Pedro Martins à(s) 00:06

BEJA VAI COMEMORAR EM 2017 SETEMBRO AMARELO

setembro-amarelo1.png

Em 2017, Beja vai ser o primeiro distrito a comemorar o “setembro amarelo”, ou seja o mês da prevenção do suicídio. A revelação foi feita à Voz da Planície por Ana Matos Pires, diretora do serviço de Psiquiatria da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), na semana em que se assinala o “Dia Internacional do Combate ao Suicídio”.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Tristeza de comentário!

  • Anónimo

    Vamos lá ver como é que os nossos políticos e afin...

  • Anónimo

    Fartura de partidos! Tudo quanto é demais não pres...

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds