Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

OS VERDES EM BEJA PARA REUNIÃO COM ADP E DEBATER TTIP

CARTAZ TTIP - Beja.jpg

Amanhã, dia 27, uma delegação de Os Verdes que, inclui o deputado José Luís Ferreira, reúne com a Associação para a Defesa do Património Cultura de Beja, em Beja, a convite desta, para debater temas como o abandono quanto aos transportes ferroviários e a desertificação da região, entre outros.

No mesmo dia, Os Verdes organizam, também em Beja, pelas 21.30h, um debate sobre o TTIP – Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento e os perigos que representa para o nosso país, a realizar na Pracinha (Praça da República, Beja) e no qual marcará presença o deputado ecologista.

 

O QUE É DETERMINANTE PARA A REVITALIZAÇÃO DOS CENTROS HISTÓRICOS

 

pdf.jpg

A Câmara Municipal de Mértola entregou, há uns dias, mais sete casas a famílias carenciadas, no Centro Histórico da vila ao abrigo de um programa de habitação social, em regime de arrendamento social. 

Este programa, para além de “melhorar a vida das pessoas, dando-lhes condições de habitabilidade, tornando-as mais felizes (veja-se a fotografia), tem permitido “recuperar várias habitações

2016-07-20 018.jpgque estavam em ruínas no centro histórico” assim como “repovoar um sítio importante e emblemático da vila que não pode perder as pessoas e a sua dinâmica”, segundo o presidente da Câmara Jorge Rosa.  

Como seria bom que autarcas de outros municípios tivessem este entendimento – de que as pessoas viverem no centro histórico é determinante para a sua manutenção – e lançassem e executassem programas semelhantes, em vez de se ficarem pela animação e pela recuperação de espaços urbanos e equipamentos colectivos, que sendo importantes não fixam, por si só, as pessoas no centro histórico. Se todos os anos recuperassem alguns prédios em ruínas e entregassem as casas a fanílias e pessoas que aí vivem ou aí se fixassem, contribuiriam determinatemente para atacarem dois graves problemas: habitação social e despovoamento e consequente desertificação dos centros históricos.

Comentários recentes

  • Anónimo

    A ilegalidade foi resolvida...da noite prp dia...a...

  • Anónimo

    o homem tirou um MBA no Politecnico de Santarem !!...

  • Anónimo

    Mas um secretário de estado é engenheiro de Evora ...

  • João Espinho

    @Anónimo 23.10.2019 14:07 - não diga uma coisa de...

  • Anónimo

    em meia duzia de frases retrata fielmente o consul...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds