Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

EXISTIMOS E NÃO NOS RESIGNAMOS

Esta terá sido a principal conclusão da primeira reunião plenária do novo movimento "BAIXO ALENTEJO EXISTE", que esta noite encheu a Casa da Cultura de Beja. Um movimento independente, de cidadãos, que quer agir activamente - sem se envolver no processo de regionalização -, em defesa de uma região que o poder central insiste em ostracizar.

DSC_0003.jpg

Esta noite, aprovou o seu manifesto constituinte, que define como principais reivindicações: a modernização da linha ferroviária Beja-Casa Branca; o alargamento da área de regadio de Alqueva; a requalificação das acessibilidades (IP2, IP8 até VVFicalho, IC); a dinamização do Aeroporto de Beja; a melhoria dos cuidados de saúde e o reforço das especialidades médicas na área da gestão da ULSBA.

DSC_0004.jpg

É de saudar o aparecimento de mais este movimento de cidadãos que apela à participação de todos em defesa da nossa região, contra a resignação, a ostracização e a marginalização. Não aceitamos que tratem a região como se fosse um deserto e a sua poulação como se fosse uma reserva de índios.

Serão anunciadas acções que corporizem esses objectivos. 

Comentários recentes

  • Anónimo

    Somos o futuro ahahahahahah

  • Anónimo

    EscOteiros ou EscUteiros?!

  • Zobaida

    O Diário do Alentejo, conforme apresenta no cabeça...

  • Anónimo

    E bumba! Ora toma lá mais regionalização.Numa regi...

  • Anónimo

    Exactamente!"O tempo é o único capital das pessoas...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds