Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

SERÁ QUE CORREMOS PARA O SUICÍDIO COLECTIVO?

Zé LG, 23.02.16

No dia-a-dia, praticamos cada vez mais actos atentatórios da nossa sobrevivência, individual e colectiva.

Estamos todos fartos de ser informados de que, na dúvida, devemos fazer sexo com preservativo. Quantos de nós e quantas vezes ignoramos esse aviso... Os maços de tabaco trazem escrito que “o tabaco mata”, mas isso não impede os fumadores de continuarem a fumar. Avisam-nos de que “se conduzirmos não devemos conduzir”, mas insistimos em fazê-lo e os acidentes sucedem-se e matam mais do que muitas guerras. Somos bombardeados com alertas para o que não devemos comer, pelas nefastas consequências que tem para a saúde, mas continuamos a abusar de tudo o que não é recomendável para uma vida sadia.

Encaramos os outros, principalmente se são diferentes de nós, como inimigos e inventamos ou permitimos que inventem conflitos, incidentes e acidentes que dizimam populações e povos, quantas vezes em nome daquilo que nos devia unir. Maltratamos o ambiente como se dele não fizéssemos parte. Ignoramos que vivemos numa casa comum, cujas condições de habitabilidade são postas em causa pela falta de respeito mútuo e pelo que é todos, por mais que alguns não queiram que seja.

Será que tudo isto e muito mais é consentâneo com o prolongamento da vida que ambicionamos e a felicidade que perseguimos? Ou, pelo contrário, vivemos em estado de negação e fazemos tudo para para dificultar ou impedir de alcançarmos o que mais desejamos? Será que, sem disso nos apercebermos, estamos a correr para o suicídio colectivo? Para o suicídio individual, mais ou menos arrastado no tempo, parece-me evidente que é o que muitos estamos a fazer…

LEMOS E OUVIMOS E NÃO PODEMOS ACREDITAR

Zé LG, 23.02.16

220220161842-535-011220151731-323-MarioSimes.JPGPSD condena “ataque despudorado” do Governo ao Baixo Alentejo

A Comissão Politica Distrital do PSD considera “vergonhoso” que o Orçamento de Estado concertado entre PS, PCP e Bloco de Esquerda “ignore” o Baixo Alentejo.

 

Que governo parou as obras que estavam a ser feitas no Baixo-Alentejo, designadamente a auto-estrada e o IP2? Só por total falta de pudor é que o líder distrital do PSD pode fazer acusões destas. Tal como o líder nacional só pela mesma razão pode acusar o actual governo de estar de joelhos perante a UE. Porque, mesmo que tal fosse verdade, o que é que o seu governo fez?

“BEJA NADA TEM A GANHAR TENTANDO ISOLAR-SE, ANTAGONIZANDO-SE A ÉVORA”

Zé LG, 22.02.16

Isto do Hospital Central de Évora tem sido agitado em Beja como um papão demagógico. Em termos de Especialidades Médicas, os utentes do SNS contariam com novas possibilidades de acesso, que atualmente está limitado. Está previsto que esse Hospital tenha Neurocirurgia, Cirurgia Vascular, Cirurgia Maxilo-Facial e Reumatologia. Não parece estar em causa qualquer "roubo" de valências a Beja...
Anónimo a 22 de Fevereiro de 2016 às 14:34

 

Em termos populacionais, Évora está em vias de se constituir como uma extensão da Área Metropolitana de Lisboa. Quem tem responsabilidades de planear investimentos e distribuição de recursos, tem de contar com esse tipo de projeção. Beja nada tem a ganhar tentando isolar-se, antagonizando-se a Évora. No entanto a estratégia de desenvolvimento do Alentejo não pode caminhar no sentido de criar mais assimetrias e bolsas carenciadas. O que Beja tem de fazer é aproveitar para "alavancar-se"...
Anónimo a 22 de Fevereiro de 2016 às 15:01
AQUI.

BEJA RECEBE CAMPEONATO NACIONAL DE JOGOS MATEMÁTICOS

Zé LG, 21.02.16

O Pavilhão Multiusos do Parque de Feiras e Exposições de Beja vai receber, no dia 4 de Março, a final da 12º edição do Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos.

090220162229-289-JogosMatemticos.jpgUma iniciativa dinamizada anualmente pela Associação Ludus, a Associação de Professores de Matemática e a Sociedade Portuguesa de Matemática.

Esta edição é organizada localmente por docentes do Departamento de Matemática do Instituto Politécnico de Beja e dos Agrupamentos de Escolas n.º 1 e n.º 2 de Beja. Trata-se de um evento que permite fomentar e estimular o gosto pela matemática e conta com a participação de 300 escolas do continente e ilhas, envolvendo já cerca de 1600 alunos inscritos. As declarações são do professor Luís Carvoeiras, da organização.

Estão integrados deficientes auditivos e portadores de baixa visão e cegueira que participam em todos os jogos do campeonato promovendo a igualdade de oportunidades.

COMISSÃO DE UTENTES RECLAMA OBRAS DE BENEFI CIAÇÃO E CONSTRUÇÃO DO IC1

Zé LG, 20.02.16

A Comissão de Utentes do IC1 de Alcácer do Sal e Grândola solicita audiências com Ministro do Planeamento e das Infraestruturas; Grupos Parlamentares da XIII Legislatura; Comissão de Economia e Obras Públicas e Infraestruturas de Portugal.
A reparação das Estradas Nacionais EN 5 e EN120 do Itinerário Complementar IC 1 que liga os municípios de Alcácer do Sal e Grândola é URGENTE e necessária!
A Comissão de Utentes do IC1 considera que o estado de degradação visível em que estes troços se encontram, representam um grave atentado a todos os utentes que ali passam diariamente, bem como, aos interesses das populações residentes, que têm visto nestes últimos longos anos, a sua condição de vida afetada quer no âmbito económico, social e, sobretudo, na sua segurança e integridade física.
A inercia dos Governantes, da Concessionária e das Infraestruturas de Portugal, consentem que cada vez mais se promova nesta via um potencial crescente de número  de acidentes, onde particularmente, o enfoque mais negativo, será como tem sido, o crescente número de vítimas mortais.

FERNANDO ROMBA É O NOVO DIRETOR DO SERVIÇO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE BEJA

Zé LG, 19.02.16

180220162342-383-FernandoRomba.jpgFernando Romba é o novo diretor do Serviço de Emprego e Formação Profissional de Beja, substituindo no cargo Manuel Parreira, que estava a assumir estas funções. Fernando Romba deverá tomar posse ainda durante este mês de fevereiro.
A Voz da Planície sabe que Herlander Mira, o atual diretor-adjunto do Centro de Emprego de Beja também vai ser substituído, em breve, embora não se conheça ainda o nome que o vai suceder.
Noel Farinho vai ficar no cargo de diretor-adjunto do Centro de Emprego de Moura e Marco Rego como diretor-adjunto do Centro de Emprego de Ourique. As posses deverão ocorrer, igualmente, durante este mês.