Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

CAVACO SILVA PREPARA TERRENO PARA MANTER GOVERNO EM GESTÃO

Questionado se não considera urgente que decida sobre a crise política, o chefe de Estado recomendou hoje, na Madeira, que se verifique o que aconteceu em casos anteriores: "Vá ver nos dois casos de crises anteriores que aconteceram - um foi em 1987 e um em 2009 [sic] - quantos dias esteve o Governo em gestão, o que é que fez o Presidente da República de então e quais foram as medidas importantes que esse Governo de gestão teve que tomar".

 

Cavaco Silva só se "esqueceu" de que tais situações resultaram da dissolução da AR e da realização de eleições, que são bem diferentes da actual, em que, na sequência do chumbo do programa de governo da PàF, estão criadas condições para que um governo do PS, com apoio de maioria parlamentar, possa tomar posse a qualquer momento, ter o seu programa rapidamente aprovado pela AR e entrar em plenas funções. 

Cavaco Silva quer vingar-se do que lhe fizeram e ao PSD, acha que chegou a hora e não quer saber desses "pormenores"... Esperemos que não vá por aí, porque seria demasiada mesquinhez.

“CA QUE A ESTE SUCEDER TERÁ UMA TAREFA DE MISSÃO E EXIGÊNCIA”

Era bom que não tentassem, pelo menos em termos de opinião aqui publicada, transmitir que qualquer um serve para um lugar de gestão do topo desta Unidade Local. Ora são Xuxas, ora são políticos locais sem emprego ou à procura de um lugar ao sol, trampolim para isto ou aquilo, ou ainda o administrador que do mal o menos...tudo serve para a dita alternância no poder da maior empresa do distrito ainda com a particularidade de outcames da saúde. É por demais já evidente que não pode e não deve ser assim. Diria mesmo que a situação é de tal ordem preocupante, não invejável, exigente nas escolhas ao nível do exercício da cidadania, se queremos inverter a ordem do que se instalou e poder ainda ter o produto final: prestação de cuidados de saúde com alguma qualidade para as gentes deste distrito empobrecido, envelhecido e desigual. Com este objectivo, já aqui alguma vezes referido neste blog, o CA que a este suceder terá uma tarefa, globalmente falando, de missão e exigência para consigo próprio e os outros, que não se enquadra em perfis individuais que acima referi e que aqui teimam em insistir no que habitualmente designamos de "tachos".
Comentário de Visao a 10 de Novembro de 2015 às 23:41, AQUI.

Comentários recentes

  • Munhoz Frade

    Um desabafo como este do Vitor Paixão é um momento...

  • Vitor Paixão

    O seu comentário atesta a minha razão. Atiram para...

  • Ana Matos Pires

    Como dizia o outro "seu grandessíssimo e alternadí...

  • Anónimo

    Perdeu uma boa oportunidade de estar calado porque...

  • Vitor Paixão

    Por vezes dou comigo a pensar se falo, se fico cal...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds