Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

2.500.000

Só agora reparei que o contador do Alvitrando já ultrapassou este número de visitas.

O número que marca o contador não é exacto, porque já tive de substituir o contador algumas vezes, por caducidade da autorização para utilização. 

“DEPÓSITO DE ÁGUA FICA OU VAI ABAIXO?”

201020151850-34-depsitodegua.jpgNão deixa de ser curioso que a Rádio Voz da Planície faça uma notícia com este título, embora só publicando os depoimentos incluídos num folheto editado pela Câmara Municipal de Beja a defender a demolição do depósito, com reservas levantadas por Florival Baiôa.
Se (quase) todos os especialistas defendem a demolição e o Executivo Camarário está tão seguro dessa decisão (de quem?), porque levanta a dúvida a Voz da Planície e a CMB não promove um debate público para esclarecer as dúvidas que se levantam?

PAULO MONTEIRO PARTICIPA NO KOMIKS FEST! NA REPÚBLICA CHECA

201020151913-326-PauloMonteiroBD.jpgPaulo Monteiro participa no Komiks Fest!, em Praga, festival onde vai fazer a comunicação “1850-2015 – A Journey Through Portuguese Comics”, a convite da organização e com o apoio da Câmara Municipal de Beja, que está a representar.
O autor de BD bejense Paulo Monteiro, e responsável pelo Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja, Casa da Cultura e Bedeteca da cidade vai aproveitar também para promover, a pedido da organização, o seu livro “O Amor Infinito que te tenho”, que terá uma exposição no Centro de Língua Portuguesa.

“DEMOLIR O QUE EXISTE CARECE DE UMA BOA JUSTIFICAÇÃO…, POIS JÁ EXISTE.”

Pode ser que a cidade acorde para a discussão de algo muito discutível. Que nunca se chegará a uma opinião única, temos todos a certeza. Mas podemos chegar à melhor das soluções. Mas para isso temos de ter a melhor das informações.

Do ponto de vista técnico, não são intransponíveis as limitações. Poderão ser soluções mais complexas ou menos, mas nada que a engenharia não saiba resolver. Do ponto de vista económico, o valor que pelos vistos está em causa e que cujo impacto se perpetuará por muitos anos, perde logo à partida o seu significado, alem de que, estaremos sempre a falar numa diferença de custo de uma solução A para B.

Não tenho por ora nenhuma opção definitiva pois assim como a muitos dos bejenses, falta-me elementos suficientes para uma opção consciente.

Mas á partida, de algo estou seguro. Demolir o que existe carece de uma boa justificação…, pois já existe. E por ai começaria analisar as opções, tendo a manutenção do que existe, o depósito e o fórum, como prioritária. Embora sem perder de vista a demolição.

E começaria por algo muito concreto. Tendo Portugal dos melhores arquitectos do mundo, lançaria um concurso de ideias para a compatibilização do deposito e do fórum romano. Com uma equipa pluridisciplinar, que envolvesse os tais arquitectos, os tais engenheiros de estruturas, os tais historiadores e os tais arqueólogos, de modo a nos ser apresentado soluções coerentes e não de opiniões avulso, por muito meritórias que estas sejam.

E depois… a vida é feita de opções.

Comentário de João Paulo Ramoa a 19 de Outubro de 2015 às 15:59, AQUI.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Fartura de partidos! Tudo quanto é demais não pres...

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds