Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“E, UM DIA, O DEPÓSITO VEM ABAIXO.”

José Filipe Murteira, com a pertinência dos seus “Flagrantes urbanos”, escreveu AQUI:

12140692_937620162980120_3229047296075839624_n.jpgRecebi na RuralBeja o folheto cuja capa reproduzo, onde o presidente da câmara escreve que "...é imperioso avançar com as obras (...) designadamente a demolição do depósito de água, que existe no local, construído sobre as estruturas do templo do fórum romano."

Não estando em causa esta decisão, cientificamente justificada e politicamente legítima, há, no entanto algumas questões que estão em aberto e que os cidadãos que participaram do debate público promovido pelo blogue Alvitrando, no dia 11 de fevereiro deste ano (cujo cartaz se reproduz - e no qual primaram pela ausência os elementos do executivo municipal em regime permanência) gostariam de ver esclarecidas:
- esse depósito é ou não necessário ao abastecimento de água à cidade?
- quanto vai custar a sua demolição?
- qual o método que vai ser utilizado para realizar essa demolição?
- como vão ser escoadas as toneladas de entulho resultantes da demolição?
- que garantias existem que comprovem a existência das estruturas do templo que se encontram por baixo do depósito (segundo informação da arqueóloga responsável pelos trabalhos, o templo estará a 8 metros de profundidade, dos quais 6 constituem a base do reservatório)?
- há financiamento para a execução de um projecto global (ambicioso e caro, certamente), e foi devidamente equacionada a relação custo-benefícios, estes em termos patrimoniais, culturais e turísticos?
- foi estudada pelo actual executivo municipal uma eventual recuperação do depósito (sem ter necessariamente que aceitar a proposta elaborada pelo anterior) enquadrando-o de forma harmoniosa no amplo espaço, que vai desde o logradouro do Conservatório à Rua da Moeda, e que corresponde a uma parte do Fórum romano?

Comentários recentes

  • Anónimo

    ????????????????????

  • Anónimo

    Ninguém comenta a capa verde?

  • Anónimo

    Obrigado caro amigo. Um grande abraço. Ricardo (Se...

  • Ana Matos Pires

    Sim, vai seguir mail e o jornal fará o que entende...

  • Anónimo

    Dra,, esse reparo devia ser enviado directamente a...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds