Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Algumas questões para debate»

Existe alguma estratégia de desenvolvimento do município, coerente, consistente e sustentável?
Se sim, quais os vetores em que assenta, que objetivos e que prioridades?
Quais os projetos municipais estruturantes?
Que parcerias estabeleceu o município com outras entidades locais, regionais e nacionais e com que fins?
Têm sido promovidos debates públicos pela autarquia? Sobre que temas?
Os colaboradores da câmara tem sido envolvidos na gestão municipal e recebem informação sobre objetivos e prioridades?
O ambiente interno é de liberdade, participação e democracia?
Existe rigor e transparência na gestão municipal?
A câmara e o concelho estão melhor ou pior do que há ano e meio? Em que aspectos houve melhoria e retrocesso?
Colocadas por Beja merece? a 25 de Maio de 2015 às 19:01, AQUI
 
Pela pertinência e oportunidade espera-se que alguém responsável da Câmara Municipal de Beja esclareça algumas das questões aqui levantadas. Acho que a gestão participada que o actual Executivo Camarário disse e diz praticar a isso obriga.

JOAQUIM PATRÍCIO (CNA) PRESIDE À FEDERAÇÃO DAS COLECTIVIDADES DO DISTRITO DE BEJA

250520152121-971-colectividades.JPGJoaquim Patrício (Clube da Natureza da Alvito) é o novo presidente da Federação das Colectividades do Distrito de Beja (FCDB). A Mesa da Assembleia Geral é presidida por Amílcar Pereira (Juventude Desportiva das Neves) e o Conselho Fiscal por José Baguinho (Cooperativa Cultural Alentejana).
A Direcção quer, num universo de mais de quatro centenas de colectividades, “reforçar o movimento associativo popular, ampliando significativamente o número de filiadas na Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto (CPCCRD)”.
A Federação Distrital pretende lançar um circuito regional de Jogos Tradicionais alentejanos, um calendário regional de Marchas e apostar na formação dos dirigentes.
Para concretização das suas metas, a Federação quer celebrar protocolos com os municípios, explicou Joaquim Patrício, presidente da Federação.
A nova direcção está em funções até 2017.

Comentários recentes

  • Anónimo

    O Lagar é uma pena (o que não se fazia com 3,5 mil...

  • Anónimo

    ????????????????????

  • Anónimo

    Ninguém comenta a capa verde?

  • Anónimo

    Obrigado caro amigo. Um grande abraço. Ricardo (Se...

  • Ana Matos Pires

    Sim, vai seguir mail e o jornal fará o que entende...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds