Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

SINDICATOS CONSULTAM PROFESSORES E EDUCADORES SOBRE A MUNICIPALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Zé LG, 31.05.15

Municipalização da Educação.jpgA FENPROF e outras sete organizações sindicais de professores realizam nos próximos dia 2, 3 e 4 de Junho uma consulta aos professores e educadores sobre a problemática da municipalização da educação. Trata-se de um processo que implica a realização de uma votação em todos os agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas de todos os concelhos do continente.
“Concorda com a municipalização da Educação (processo que o governo está a iniciar em alguns municípios)?” – Esta é a pergunta que constará do boletim de voto. Os professores e educadores em votação secreta serão chamados a responder sim ou não.
Com a municipalização da Educação o governo pretende passar para as autarquias um largo conjunto de competências, responsabilidades e encargos.
O contrato que o governo quer assinar com as câmaras municipais e a matriz de responsabilidades que integra esse contrato pretende nomeadamente:
- Colocar em causa a autonomia dos professores e dos órgãos das escolas na gestão curricular;
- Conferir às autarquias o poder de gerir a mobilidade dos docentes entre escolas e mesmo o recrutamento de professores para a componente local do currículo – 25 % do total;
- Retirar às escolas a autonomia na constituição e gestão de turmas;
- Premiar as câmaras que poupem com pessoal e recursos físicos e materiais.
Mas, os objetivos estratégicos deste processo são os que constam da chamada reforma do Estado aprovada em resolução do Conselho de Ministros, de 8 de Maio de 2014.
Ora, esse documento do governo, onde consta a municipalização da educação, é claro nos seus objetivos quando aponta para a redução do financiamento das funções sociais do estado, dispensa de trabalhadores nesses serviços e a entrega da sua gestão a empresas privadas.
Assim, se deve entender que a oposição da FENPROF ao processo de municipalização da educação não radica nesta ou naquela questão instrumental mas, isso sim, nos seus fundamentos e objetivos estratégicos.
São razões de sobra para aqui se apelar à participação dos professores e educadores na consulta que já foi anunciada.

TURISMO DO ALENTEJO E RIBATEJO ELEITA A MELHOR ERT DE PORTUGAL

Zé LG, 31.05.15

big_280520152135-816-TurismodoAlentejoeRibatejo.jpA Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo foi vencedora na categoria de melhor “Entidade Regional do Turismo”, na 1ª Edição dos Prémios AHRESP.
Para esta categoria estiveram em competição todas as entidades regionais de Turismo em Portugal, nestes prémios decididos pelo público, através de votação online.
Os Prémios AHRESP têm como objectivo distinguir as melhores empresas, marcas e profissionais das áreas da restauração, hotelaria e promoção turística que se destacaram em 2014.

HOSPITAL DE BEJA NÃO DEVE BAIXAR DE NÍVEL

Zé LG, 31.05.15

Não está em causa a integração do Hospital numa Unidade Local. A questão é se esse elemento da referida Unidade deva vir a ser apenas uma estrutura meramente básica, como antes eram os Hospitais Concelhios, para apoiar as Consultas dos Centros de Saúde e ser a retaguarda de um Hospital Central do Alentejo. Ou antes que, pelo contrário, não deva retroceder na diferenciação e qualidade que conseguiu atingir em quatro décadas. É evidente que é interesse de todos os alentejanos terem um equipamento hospitalar dotado de toda a tecnologia mais avançada do país. Para os bejenses, ter isso mais perto da porta seria um ganho. Mas essa miragem não pode ser trocada pela aceitação de que o Hospital de Beja tenha de ser reduzido a um nível muito inferior ao actual.
Comentário de Anónimo a 30 de Maio de 2015 às 12:07, deixado aqui.

INTERVALO NA IDEOLOGIA

Zé LG, 29.05.15

"Defendo ideologicamente as privatizações, a gestão da economia e mesmo de alguns serviços públicos por privados, mas face à ineficácia de todos os reguladores, a começar pelo Banco de Portugal, sinto-me obrigado a suspender esse princípio ideológico e a achar que alguns sectores e serviços devem manter-se no Estado", afirmou um amigo numa conversa sobre o estado da Nação.

É uma afirmação bem reveladora do estado a que isto chegou

CANTE ALENTEJANO GALARDOADO COM PRÉMIO “PRÓ-AUTOR”

Zé LG, 29.05.15

DSC_0034.jpgA Sociedade Portuguesa de Autores agraciou, na passada sexta-feira, o cante alentejano com o prémio “Pró-Autor”. A entrega aconteceu na sala-galeria Carlos Paredes, em Lisboa, e quem recebeu o galardão, em representação, foi Tomé Pires, presidente da Câmara Municipal de Serpa. A Sociedade Portuguesa de Autores diz que esta “foi uma forma de reconhecimento público, nomeadamente pelo contributo dado para o enriquecimento da cultura portuguesa”. O prémio foi entregue na sessão comemorativa dos 90 anos da fundação da cooperativa.

FÁBRICA DE CONSTRUÇÃO DE ESTRUTURAS METÁLICAS INSTALA-SE EM BEJA

Zé LG, 28.05.15

270520152109-750-estruturasmetalicas.jpgO Município de Beja assinou ontem um protocolo para instalação de uma fábrica de construção de estruturas metálicas.
A Câmara vai ceder um lote de terreno no loteamento municipal de actividades económicas da Horta de São Miguel em Beja, para instalação de uma fábrica com sede social em São Barnabé - Almodôvar.
A área a ceder é de aproximadamente 7 900 m2. O valor global do investimento é na ordem de 4 milhões de euros, comprometendo-se a entidade investidora a assegurar no mínimo a criação de trinta postos de trabalho locais e atrair sete novos residentes, integrados no staff da empresa.

OS VERDES REÚNEM 13ª CONVENÇÃO

Zé LG, 27.05.15

13CPEV_banner_email-1.jpg

Realiza-se nos próximos dias 29 e 30 de Maio em Lisboa (Fórum Lisboa) a 13ª Convenção do Partido Ecologista Os Verdes.
Esta 13ª Convenção do PEV decorre num momento particularmente importante da vida política nacional, onde a construção, tão necessária, de uma alternativa em Portugal não pode dispensar o contributo deste projeto ecologista com 32 anos de lutas e conquistas consolidadas. Daí, Os Verdes terem adotado para lema da sua Convenção “Respostas Ecologistas – Juntos Conseguimos!”.

CONSTRUÇÃO DE PARQUE DE ESTACIONAMENTO JUNTO AO LAR DE SÃO FRANCISCO, EM MOURA

Zé LG, 27.05.15

260520152055-121-Moura.JPGNo projecto está ainda prevista a execução de um passeio com estacionamento, que contemple a área de circulação pedonal adequada, assim como a plantação de árvores em zonas pontuais e a colocação de elementos de mobiliário urbano como bancos, papeleiras e bebedouro.
Para a Câmara de Moura, a obra, que estava prevista “há muito” mas os constrangimentos financeiros só permitiram avançar agora, “vem dar resposta aos anseios que têm vindo a ser demonstrados pela população mourense para aquela zona da cidade”.

PATRIMÓNIO DE MÉRTOLA ALVO DE DUAS CANDIDATURAS INTERNACIONAIS

Zé LG, 27.05.15

250520152124-499-Mrtola(4).JPGEm fase de preparação encontra-se o dossiê de candidatura à UNESCO de Mértola a Património da Humanidade, que conta com várias propostas de participação, como é o caso da Comunidade Islâmica Espanhola, o que, no entender do autarca, contribui para uma candidatura mais encorpada e abrangente.
A Câmara Municipal apresentou ainda uma candidatura a Marca do Património Europeu, a convite da Direcção Regional de Cultura do Alentejo. A nível nacional, foram seleccionadas apenas duas das propostas apresentadas. O processo encontra-se nesta altura em apreciação pela Comunidade Europeia.

Pág. 1/6