Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

32ª OVIBEJA REÚNE MAIS DE 2.000 CANTADORES DE 100 GRUPOS NO “I ENCONTRO DO CANTE”

11023809_884420948291719_3098783866420601543_n.jpgO ensaio das várias vozes, homens e mulheres, “pontos” e altos”, de alguns dos grupos corais que vão marcar presença no maior Encontro do Cante de sempre, na Ovibeja com mais de duas mil cantadores de uma centena de grupos, no sábado, 2 de Maio, ocorreu no final da tarde de sexta-feira, sob a direcção do músico Paulo Ribeiro.
Os grupos cantarão cinco modas em uníssono: Castelo de Beja, Alentejo…Alentejo, Dá-me uma gotinha de água, Ao passar a ribeirinha e Alentejo és nossa terra. A actuação irá ocorrer no Pavilhão Multiusos, entre as 16 e as 17.00 horas, com os pontos e os altos, a cantar numa posição cimeira, no palco e os restantes elementos dos grupos, mais de 2.100, no espaço do referido recinto.
É um Hino ao Alentejo o que vai acontecer na Ovibeja, a grande homenagem ao Cante, a homenagem à identidade das gentes do Alentejo, aos produtos da terra, ao trabalho, numa conjugação de vontades, uma partilha ímpar de emoções, de afectos e de sementes lançadas à terra.

PS DIZ QUE “AUSÊNCIA DE INTERVENÇÕES ESTRUTURANTES” MARCA MANDATO DA CDU

190420151320-304-RuiMarreiros.JPGOs vereadores do PS na Câmara de Beja consideram que a “ausência de intervenções estruturantes e a baixa capacidade de execução” da Câmara e da EMAS “continuam a marcar o mandato da CDU”.
O relatório e contas de 2014 “fica marcado de forma negativa por dois grandes números: a execução das grandes opções do plano com um valor de 65% e o plano plurianual de investimentos na ordem dos 58%”. O prazo médio de pagamentos sofreu um aumento de cerca de 44 dias relativamente ao ano passado.

Nas empresas municipais, acrescentam, “os problemas começam com a InovoBeja, cujo processo de extinção continua a arrastar-se apesar de ter sido esvaziadas de funções há mais de um ano”. Na EMAS, a taxa de execução do plano de investimentos é de apenas 24% em comparação com os 76% de 2012 e os 62% de 2013.

Comentários recentes

  • Ana Matos Pires

    Como dizia o outro "seu grandessíssimo e alternadí...

  • Anónimo

    Perdeu uma boa oportunidade de estar calado porque...

  • Vitor Paixão

    Por vezes dou comigo a pensar se falo, se fico cal...

  • Anónimo

    Saloio é você seu atrasado mental

  • Anónimo

    Já a pensar nas criticas ao festival ainda ele não...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds