Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

O PROBLEMA PRINCIPAL É O DE TEREM O PODER COMO UM FIM EM SI PRÓPRIO, NÃO COMO UM INSTRUMENTO PARA MELHORAR O SERVIÇO PÚBLICO.

Se souberem o que deve ser feito e o quiserem mesmo fazer, arranjarão maneira de dirigir a mudança. O problema principal destas administrações é o de terem o poder como um fim em si próprio, não como um instrumento para melhorar o serviço público. O que prova esta afirmação é a necessidade de construírem uma rede de colaboradores que não estejam, salvo raras exceções, interessados em mudanças. O que também prova que esse é o sistema é o facto de não apresentarem aos trabalhadores da organização e não divulgarem publicamente qualquer plano estratégico. Desde que a tal rede de chefinhos garanta a estabilidade dócil, dispensam o estímulo e envolvimento dos profissionais e desprezam dar explicações aos contribuintes.
Anónimo a 4 de Abril de 2015 às 08:55, AQUI.

Comentários recentes

  • João Espinho

    Gosto destas aritméticas de futurologia.A minha op...

  • Anónimo

    Vamos ter nova geringonça. E a ideia, pessoalmente...

  • Anónimo

    Num país em que o maior trambiqueiro político está...

  • Anónimo

    Uma vida saudável depende de muitos outros factore...

  • Zé LG

    A alimentação não é um factor importante para uma ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds