Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

NÃO DEIXA DE SER CURIOSO...

1423350302468_scrapeenet.jpg... que se critique a falta de participação, a ausência de espaços de debate, a acomodação das pessoas, e por aí fora e que, quando se pretende fazer algo que combata tudo isso, desafiando as pessoas a participar num debate que a todos devia interessar, se venha dizer que à falta de assunto se opta pela "grande pendência que se coloca para o futuro da cidade: o que fazer com o depósito de água".

"Nada mais havendo a acrescentar nem a tratar em Beja, assim se lavra a ata do mais fresquinho não-assunto do momento", Paulo Barriga, in: http://da.ambaal.pt/noticias/?id=7192

SEMANA GASTRONÓMICA DO QUEIJO DECORRE EM SERPA

050220151229-654-semanaqueijo2015.jpgOs restaurantes do concelho de Serpa estão a participar, até ao próximo dia 17,na Semana Gastronómica do Queijo.
Durante estes dias o queijo de ovelha é um dos ingredientes principais dos pratos que constam das ementas dos vários restaurantes.
Esta iniciativa pretende dar visibilidade à Feira do Queijo que vai decorrer, em Serpa, entre 27 de Fevereiro e 1 de Março, e divulgar a riquíssima e diversificada gastronomia local.
In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=5037
e http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=6273

“MAIS UM CRIME DE LESA-PATRIMÓNIO DA CIDADE”

10957687_777015722390576_7592045507213548571_n.jpgNem tudo será como se diz, mas, pessoalmente, tenho muitas dúvidas sob o estado de instabilidade em que se encontra o depósito de água. Naturalmente que quanto mais se continuar a escavar à sua volta, pior há-de ficar esse estado. O depósito não está assente sobre o templo romano e, para evitar essa "incompetência", lá esteve Abel Viana, então (1939), recentemente chegado a Beja, a fazer as suas prospecções que foram publicadas na revista Arquivo de Beja. O depósito ficou ao lado e assim deve ter ido buscar um alicerçamento muito mais fundo e sólido. - O depósito não parece estar a cair, tal como não está a cair a torre de menagem. Os elementos apresentam com o passar dos anos as sua patologias, algumas facilmente tratáveis e só o desprezo pode levar a situações de degradação extrema, sem outra solução que não seja a demolição total ou parcial. - O depósito faz parte da história da cidade, da sua silhueta, como um contraponto estético, volumétrico e, mais importante, de salubridade da urbe. Já não é utilizado, mas, já foi, já serviu, e mais vale a sua memória física, e a sua presença como um bom projecto de engenharia hidraúlica, do que uma foto de recordação de uma obra publica que serviu a cidade. - A demolição do depósito de água (caso a sua estrutura esteja sólida) a ser levada por diante é mais um crime de lesa-património da cidade, onde já tantos foram praticados. Esperemos que esta cidade, através dos serviços COMPETENTES, pare de vez a sua auto-destruição.

Leonel Borrela

Comentários recentes

  • Anónimo

    Vote no PAN.

  • Anónimo

    Já cá faltava a patetice da habitual comparação co...

  • Anónimo

    alguém pode dizer onde é este lugar?

  • Anónimo

    Concordo a 1000% com M. Frade.Pode-se, rádios, jor...

  • Quim

    Foi a conclusão que EU tirei. Mas não fui o unico....

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds