Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

ALVITRANDO HÁ 11 ANOS

Faz precisamente neste momento 11 anos que criei o Alvitrando. Não sabia quase nada de Internet e começara há pouco a ouvir falar de blogues.
A vontade de intervir activamente, associada a alguma disponibilidade e ao apoio que tive na descoberta da Internet foram determinantes para a sua criação.
Ao longo destes anos o Alvitrando foi fazendo o seu caminho, determinado pelas minhas vivências e pela participação dos visitantes.
O Alvitrando tem exigido muito de mim mas também me tem ajudado a olhar o mundo, a sociedade e as pessoas de outra maneira e, porventura, a compreendê-las melhor.
Nos últimos tempos tenho procurado fomentar alguns debates sobre temas que me parecem de grande importância e actualidade para Beja, para a região, para as pessoas. Acho que alguns têm contribuído para um maior conhecimento desses temas e consequentemente para nos tornar pessoas mais esclarecidas. É uma linha que penso prosseguir.
O Alvitrando continuará a ser o espaço de liberdade, onde todos e cada um podem intervir sem peias nem limitações que não as que ultrapassem os limites da urbanidade.
Já me tem apetecido pôr-lhe fim ou, pelo menos, suspender a sua publicação por algum tempo, mas as referências que pessoas amigas ou simples conhecidos ou até mesmo alguns desconhecidos lhe fazem e também o número de visitantes e visualizações, fazem-me sentir que vale a pena continuar Alvitrando, num tempo e numa região que, às vezes, me parecem demasiados adormecidos…

BE EXIGE ESCLARECIMENTOS SOBRE AS RESTRIÇÕES DE ACESSO AOS CENTROS DE SAÚDE DE BEJA

310520131801-159-blocodeesquerda.jpg«No âmbito de uma queixa apresentada devido à inexistência de Serviço de Atendimento Permanente (SAP) no Centro de Saúde de Beja, o Bloco de Esquerda mostra-se preocupado com o estado do Serviço Nacional de Saúde.
O Centro de Saúde da cidade apenas garante o atendimento de utentes inscritos, professores e estudantes colocados em Beja deixando sem resposta os não residentes que se vêem obrigados a recorrer, mesmo sem que a situação o justifique, às urgências hospitalares.
O BE quer saber junto da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo quais os custos de funcionamento do Serviço de Atendimento Permanente no Centro de Saúde, extinto no final de 2013, e qual o valor pago à empresa que realiza a consulta de atendimento geral no Hospital, encaminhando ou não os doentes para os profissionais do Serviço Nacional de Saúde.
A Coordenadora Distrital exige também esclarecimentos sobre as restrições de acesso às consultas de recurso nos Centros de Saúde.»
In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=6049
e http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=4834

CÂMARA DE ALVITO JÁ TEM DISPONÍVEL UMA PLATAFORMA DE ATENDIMENTO ONLINE

120120152234-11-cmalvito.jpg

 «O novo sistema pretende, segundo a autarquia, facilitar a relação dos munícipes e empresas com os serviços municipais e agilizar os processos.
A plataforma permite operações em várias áreas, como por exemplo a comunicação de leituras de consumo de águas e a submissão de pedidos e ligação de ramais de água e saneamento.
A Câmara de Alvito acrescenta que em breve serão disponibilizadas novas funcionalidades e o acesso a diferentes informações da área de intervenção da autarquia.
A nova plataforma está disponível através do endereço electrónico sol.cm-alvito.pt
In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=6045

PS ACUSA CDU DE “ATROPELOS À LEI” NA CÂMARA DE BEJA

201220131335-265-DSC_0613.JPG«Os vereadores do PS em Beja admitem apresentar queixa formal por eventuais “irregularidades” e “ilegalidades” procedimentais e financeiras praticadas pelo executivo da CDU, acusando a maioria liderada por João Rocha de “constantes atropelos à lei e ao normal funcionamento dos órgãos autárquicos”, dando como exemplo a última reunião de Câmara.
De acordo com os vereadores do PS, nessa sessão os eleitos comunistas insistiram em propor para aprovação “procedimentos de adjudicação e de autorização de despesa para acções e iniciativas que já se realizaram”, o que “viola claramente a lei”.
“Acresce que a maioria dessas adjudicações de serviços, que anteriormente eram exemplarmente assegurados por funcionários da autarquia, não observaram minimamente as boas regras da contratação pública, sendo que, para além de não terem sido convidadas pelo menos três concorrentes, foram todas adjudicadas à mesma empresa, coincidentemente, propriedade de um conhecido e manifesto apoiante da candidatura autárquica de João Rocha”.»
Leia mais em: http://www.correioalentejo.com/?diaria=13052&page_id=36
e http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=6052

Comentários recentes

  • Anónimo

    Dra, tendo em conta que temos 21 deputados europeu...

  • Ana Matos Pires

    Tranquilizar os demais é o meu nome do meio. Mande...

  • Anónimo

    A iniciativa do movimento é meritória mas inócua e...

  • Anónimo

    Obrigado pela sua douta opinião! Ainda bem que há ...

  • Anónimo

    Mas quem é que verdadeiramente pode dizer que conh...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds