Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Relíquia Virgem da Vidigueira conquista medalha de prata no Brasil

Zé LG Zé LG, 16.09.14

O Azeite do Alentejo marcou presença na 1ª Feira Internacional de Negócios em Olivicultura, que se realizou no início do mês, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, tendo o azeite Relíquia, produzido na Vidigueira, arrecadado uma medalha de prata no Concurso de Azeite Virgem.

Numa iniciativa do Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo, com o apoio do programa “Promoção e Capacitação Institucional” do INALENTEJO, foram desenvolvidos vários contactos comerciais e institucionais.

Henrique Herculano, Director Técnico do CEPAAL, assegura que o azeite do Alentejo teve um “acolhimento acima da expectativa junto do público e dos profissionais do sector”.

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=5013

Ano lectivo começou mal no Penedo Gordo

Zé LG Zé LG, 16.09.14

Mais um ano lectivo que volta a começar mal. Em Beja, arrancou, mais uma vez, sem a colocação de profissionais de apoio aos alunos com NEE – viva a inclusão! – e sem auxiliares de limpeza na Escola do Penedo Gordo, entre outros problemas referidos pelo vereador Vítor Picado.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=3842

 

E dizem que começou tudo dentro da normalidade. Ou seja, passou a ser normal começar as aulas com problemas - grandes e pequenos, que não promovem a inclusão e a igualdade do acesso ao Ensino e criam problemas às famílias…

Família pondera apresentar queixa contra Unidade Local de Saúde

Zé LG Zé LG, 16.09.14

Maria Luísa Horta, 67 anos, está indignada com os médicos do Hospital José Joaquim Fernandes e do Centro de Saúde de Beja.  

Durante três meses a idosa deslocou-se às Urgências hospitalares e às consultas a queixar-se de dores fortes numa perna. Os vários médicos que a assistiram não se aperceberam que a idosa tinha uma perna partida. O diagnóstico correcto foi feito por um médico, numa clínica privada, onde Maria Luísa Horta se deslocou pela mão do neto. A idosa, agora em recuperação, não esconde o seu sofrimento.

A família equaciona a hipótese de avançar com uma acção contra a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA). Bento Calado, neto de Maria Luísa Horta, não compreende por que razão não foi feita uma simples radiografia.

O Conselho de Administração da ULSBA não presta declarações acerca deste caso pois vai reunir hoje com Maria Luísa Horta e família.

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=5009