Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Trabalhadores do Museu Regional e Bens da AD de Beja transitam para a CIMBAL

Como se esperava, a Assembleia Distrital aprovou uma proposta que transfere os trabalhadores do Museu Regional e a universalidade de todos os bens e recursos da Assembleia Distrital de Beja (ADB) para a CIMBAL – Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo.

A decisão foi tomada ontem, com 16 votos a favor, 7 abstenções e 3 votos contra, na sessão extraordinária da Assembleia Distrital de Beja, que tinha como único ponto de agenda: “Transição dos trabalhadores e serviços da Assembleia Distrital para a CIMBAL”.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=3795

Carlos Moedas nomeado comissário europeu da Investigação, Ciência e Inovação

O presidente eleito da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker decidiu atribuir a Carlos Moedas, 44 anos, até agora secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, o pelouro da Investigação, ficando assim o comissário português responsável pelo maior programa-quadro de sempre de investigação e inovação da UE, o Horizonte 2020, com um orçamento para os próximos sete anos no valor de quase 80 mil milhões de euros.

In: http://da.ambaal.pt/noticias/?id=6300

 

Recorde-se que a igualmente bejense e referida como futura comissária Maria da Graça Carvalho, enquanto euro-deputada, foi a principal responsável da aprovação do Horizonte 2020.

Corrupção na Universidade de Évora?

«Apresenta-se aqui uma Denúncia referente a situações muito sérias, gravíssimas e preocupantes que se estão a passar dentro da universidade de Évora e que ultrapassam largamente o princípio da autonomia administrativa e financeira das universidades portuguesas.

● O caso que aqui se denuncia é muito grave e tem que ser investigado a fundo pela Inspecção Geral da Educação e da Ciência e pela Procuradoria-Geral da República. Pagar a pessoas para não trabalhar, falsificar horários e manter pessoas em postos de trabalho já extintos e arranjar postos de trabalho para familiares, constitui crime p. e p. pelo Código Penal.

● A reitora da universidade de Évora não é pessoa de bem. A IGEC tem que vir obrigatoriamente à universidade de Évora investigar tudo isto. Não podem fazer investigações à distância através de ofícios. Têm que vir consultar os dossiês, ler documentos e inquirir pessoas. Os inspectores têm que aparecer de surpresa.

● Dado que o senhor Ministro da Educação e Ciência não é pessoa de confiança, seguirão à parte duas Queixas, uma a Procuradoria-Geral da República e outra para a Polícia Judiciária.

Maria de Fátima Albergaria»

Ler toda a denúncia em: http://www.cincotons.com/2014/09/denuncia-sobre-corrupcao-na.html

Comentários recentes

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

  • Anónimo

    Alguém sabe em que dia desfila o imperador, as oda...

  • Munhoz Frade

    Um desabafo como este do Vitor Paixão é um momento...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds