Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

QUÍMICA!

Zé LG Zé LG, 30.06.14

Cada vez mais uma constante por todo o lugar, impossível não ver, não respirar e não consumir, há cada vez mais no Alentejo... Que fazer? Há qualquer coisa que não está bem e iremos ter consequências bem graves no futuro.

Retirado hoje de: https://www.facebook.com/ana.isabel.9674

Que podemos fazer, como se pode sensibilizar as autoridades com responsabilidades nesta matéria para intervirem antes que seja tarde de mais?

 

Aqui está um assunto pertinente e de grande actualidade, que seria interessante debater. Quem quer dar a sua opinião?

O maior problema do IPBeja é ter cada vez menos alunos e menos cursos

Zé LG Zé LG, 29.06.14

José Barriga (http://da.ambaal.pt/noticias/?id=5850) responde a Vito Carioca (http://da.ambaal.pt/noticias/?id=5758):

… o IPBeja tem cada vez menos alunos e menos cursos e esse é o maior problema, para o qual a presidência do IPBeja se mostra impotente, incapaz de o resolver. Desta forma, com cada vez menos alunos, todos os anos iremos assistir ao despedimento de mais funcionários e docentes. Começou pelos contratados, seguem-se os efetivos, com ou em doutoramento. Poderá ser como uma bola de neve, até restar, provavelmente, pouco mais que os elementos da presidência, gestão e dos órgãos dirigentes nomeados pelo presidente.

Descongestionar as Urgências? Assim?!!!

Zé LG Zé LG, 27.06.14

Estamos fartos de ouvir que devemos apenas recorrer às Urgências Hospitalares apenas em situações de maior urgência (passe o pleonasmo), devendo primeiro recorrer aos centros de saúde.

É isso que faço habitualmente e foi isso que fiz mais uma vez esta tarde. Dirigi-me ao balcão do meu Centro de Saúde para me inscrever nas consultas de recurso, onde fui simpaticamente atendido e me informaram de que já não era possível ser atendido hoje, pelo que ou voltava amanhã para ver se tinha vez ou ia à Urgência do Hospital.

Como é que, desta forma, podemos ser cidadãos cumpridores das orientações que o governo nos transmite para assegurar a boa prestação de serviços e, depois, os serviços não dão a resposta prometida? Será que é desta forma que o Ministério da Saúde prestende descongestionar as urgências hospitalares? Não estrá assim a duplicar serviços sem conseguir assegurar os objectuivos pretendidos? Se não é possível criar alternativas às urgências hospitalares não será preferível reforçar estas, dotando-as dos meios necessários para asseguar o atendimento de todos os que delas necessitem?

Ou será, como tudo indica, que o governo tem como intenção principal reduzir a capacidade e a qualidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde, de forma a favorecer os sistemas privados de saúde?

“Encerrar uma escola é matar um pouco mais o Interior”

Zé LG Zé LG, 27.06.14

A CIMBAL reuniu-se com a Directora Regional de Educação do Alentejo, que foi recebida com protestos. Maria Reina Martin deixou claro, contudo, que a lista publicada, com o nome das escolas a encerrar no próximo ano lectivo é a definitiva.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=3225

 

ALVITO PROTESTA CONTRA ENCERRAMENTO DE ESCOLA

A Câmara Municipal de Alvito foi informada da intenção do encerramento da Escola do 1.º Ciclo de Vila Nova da Baronia no passado dia 31 de março;

Em reunião de Câmara de 07 de abril, o executivo votou, por unanimidade, um protesto contra o encerramento da escola;

Demos conta da nossa posição à tutela e reunimos com a Sr.ª Delegada Regional da Educação do Alentejo, reiterando a nossa total discordância.

Tomamos hoje conhecimento do despacho do Secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar que diz encerrar a escola de Vila Nova da Baronia.

Reafirmamos a nossa discordância, pois a escola referida não se enquadra nos pressupostos/princípios orientadores do parecer que leva a este encerramento, nomeadamente, o critério do número de crianças, uma vez que a nossa escola tem 43 alunos.

Já reunimos com a população e está prevista uma manifestação junto à Delegação Regional de Educação do Alentejo, no próximo dia 27 pelas 11 horas.

Recebido por e-mail.

Jorge Serafim e as Vozes da Cal querem “acomodar o Sul que carregam no peito”

Zé LG Zé LG, 27.06.14

Jorge Serafim e as Vozes da Cal são um contador de histórias e mais três músicos, Paulo Colaço, Paulo Ribeiro e Fernando Pardal. 

Este é também um novo projecto que nasce em Beja, com o propósito de “acomodar o Sul que carregam no peito”, o contador de histórias e os músicos que o compõem.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=3221

Investigadora do CEBAL e ex-aluna do IPBeja distinguida com menção honrosa dos Prémios Nacionais APRH

Zé LG Zé LG, 26.06.14

Ana Rita Prazeres, ex-aluna do Instituto Politécnico de Beja (IPBeja), acaba de ser distinguida com uma menção honrosa nos Prémios Nacionais da Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos (APRH). A distinção reconhece a sua tese de doutoramento europeu, terminada em outubro de 2013 e orientada pelos professores Maria de Fátima de Carvalho (IPBeja) e Francisco Toledo (Universidade da Extremadura, Espanha). Antiga aluna de Engenharia do Ambiente no IPBeja e atual investigadora do Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo (Cebal), Ana Rita Prazeres vê reconhecido, segundo revelou hoje o IPBeja, um “trabalho de reconhecido mérito”, onde se contam 10 artigos científicos publicados, oito em revistas de circulação internacional com arbitragem científica, e dois em revistas nacionais; uma patente intitulada “Tratamento de águas residuais da indústria de queijo mediante processos em série de precipitação química e biodegradação aeróbia” e o Prémio Vida Rural 2013, entre outras distinções de relevo.

In: http://da.ambaal.pt/noticias/?id=5836

Câmara de Beja reabilita Castelo

Zé LG Zé LG, 26.06.14

A Câmara Municipal de Beja inicia no dia 1 de Julho as obras de reabilitação da Torre de Menagem e do sistema de iluminação do Castelo.  

As obras têm como objectivo “melhorar a iluminação da Torre de Menagem, da alcáçova, da Casa do Governador e da muralha, tornando-a mais eficiente”, anuncia a autarquia. Por outro lado, as obras a realizar na Torre de Menagem, vão permitir consolidar a estrutura ao nível da cobertura, pondo termo a um longo período de encerramento ao público.  

 

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=4310

Pág. 1/6