Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Faz falta outro tipo de classe política”

O regime político em que os portugueses se revêem não é certamente este como ficou ontem claramente demonstrado. E não me compete a mim como simples cidadão resolver essa questão, essa é uma questão complexa que cabe aos partidos a sua resolução, assim saibam ler os sinais claríssimos que os portugueses lhes enviaram, em vez de cada um à sua maneira estarem a reclamar vitória (um porque ganhou com 7,5% do total dos eleitores e o outro porque ficou apenas a 3,5% do primeiro, sendo a soma de dois partidos, o que equivale a 6,875% do total dos eleitores. O actual PSD que poderá valer cerca de 22 a 23% dos 27,5% obtidos pela coligação, valerá cerca de 5,6% do total dos eleitores). Esta é a actual representatividade dos dois partidos que têm governado este país desde o 25 de Abril, os dois somados dão qualquer coisa como 13,3% (7,5 +5,6) do total do eleitorado. Ou seja, 86,7% (100-13,3) dos eleitores já não acreditam nestes dois partidos que são os que nos têm governado e não se vislumbram alternativas a julgar pelos sucessivos resultados eleitorais, com especial ênfase para os de ontem. E, não ver o óbvio, é sinal de que os partidos não sabem interpretar a mensagem transmitida pelo povo em dia de eleições. Faz falta outro tipo de classe política, mais competente, mais capaz, menos sujeita a pressões, compadrios, etc., etc.

lição de tango a 26 de Maio de 2014 às 23:58

In: http://alvitrando.blogs.sapo.pt/o-que-mudou-com-estas-eleicoes-2713163#comentarios

Comentários recentes

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds