Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Será que pdemos ficar descansados?

“A dispersão territorial do Alentejo não permitiria que houvesse apenas uma maternidade a funcionar. Vamos continuar com a rede hospitalar que foi definida, em conjunto com as instituições” foi a resposta dada pela ARS Alentejo à Lusa, depois de câmaras do Baixo Alentejo e do Conselho Distrital de Beja da Ordem dos Médicos terem contestado o eventual fecho de serviços no hospital de Beja, como a maternidade. Actualmente existem três maternidades na região, nos hospitais de Évora, Beja e Portalegre, o do Litoral Alentejano, em Santiago do Cacém, tem serviço de Ginecologia e Obstetrícia, mas não possui sala de partos.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=2914

Comentários recentes

  • Munhoz Frade

    O que repetidamente entre nós se assiste é sintoma...

  • Anónimo

    Mas é que não tenhas a minima dúvida.Está tudo pre...

  • Anónimo

    Isso ainda também se esfuma...

  • Anónimo

    Diz-se que o Dr. Frade anda calado porque prepara ...

  • Anónimo

    Abra-se a maternidade com pediatria no regime priv...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds