Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

EUA manifestam interesse na Base Aérea de Beja

Enquanto os representantes do Estado português geriam o delicado dossier da redução do efectivo norte-americano na base açoriana das Lajes, chegava aos seus gabinetes uma promissora e, ao mesmo tempo, arriscada proposta do outro lado do Atlântico. Há cerca de oito meses, os militares da super-potência mundial sinalizaram o interesse de transferir para Beja a Força de Reacção Rápida sedeada na base aérea espanhola de Moron.

Os responsáveis norte-americanos não estão satisfeitos com as condições em Espanha e estavam a equacionar alternativas. Ao que o PÚBLICO apurou, uma delegação chegou mesmo a visitar a base aérea localizada na cidade alentejana para aferir da possibilidade da deslocalização.

In: http://www.publico.pt/politica/noticia/militares-americanos-interessados-em-beja-1635239

Esclareça quem souber o que se passa em Alvito

Longe de pretender envolver-me em questões de ideologia partidária, escolho este espaço para comentar o que se passa em Alvito, no entroncamento das ruas Raul de Carvalho e Dr. Ernesto Góis, com a estrada para Vila Nova de Baronia. Foi alargado o acesso, e muito bem mas, começaram o trabalho e não acabaram, porque a gravilha espalhada no piso é um perigo, para viaturas que antecedam outras que estão paradas para ceder prioridade. Já observei que ao retomar a sua marcha, as viaturas projectam a gravilha que pode partir os farolins o vidro dianteiro e mesmo amolgar a chapa da que se encontra parada atrás. Tudo isto se resolveria com o alcatroamento do local, que tem pequena área porém, desconheço o que se passa. Se alguém souber, agradeço a justificação. A acontecer, tudo depende do arranque do condutor que está na frente; se for brusca a aceleração, as pedras são projectadas.

António Martins a 11 de Maio de 2014 às 20:03, in: http://alvitrando.blogs.sapo.pt/agora-com-a-alma-criativa-de-beja-2705102#comentarios

Comentários recentes

  • Anónimo

    Deixo aqui um post que retirei do Facebook, de um ...

  • Anónimo

    Não concordo. Como bem diz, dada a manifesta incap...

  • Anónimo

    Esta questão tem acontecido com a conivência de vá...

  • Anónimo

    Lixo e buracos nas ruas e estradas constituem a im...

  • Anónimo

    Uma gestão camarária que nem do lixo dá conta!Quan...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds