Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Manifesto de 70 personalidades apela à reestruturação da dívida

Adriano Moreira, Alfredo Bruto da Costa, António Bagão Félix, António Sampaio da Nóvoa, António Saraiva, Armando Sevinate Pinto, Boaventura Sousa Santos, Diogo Freitas do Amaral, Eduardo Ferro Rodrigues, Francisco Louça, João Cravinho, José Maria Castro Caldas, José Reis, Manuela Ferreira Leite, Manuel Carvalho da Silva, Viriato Soromenho-Marques, Vitor Martins são algumas das 70 personalidades que defendem a reestruturação da dívida pública como única saída para a crise, num Manifesto assim apresentado:

- Preparar a Reestruturação da Dívida Para Crescer Sustentadamente

- É Imprescindível Reestruturar a Dívida para Crescer, Mantendo o Respeito pelas Normas Constitucionais

- A Reestruturação Deve Ocorrer no Espaço Institucional Europeu

- Três Condições a que a Reestruturação Deve Obedecer

1) Abaixamento da taxa média de juro

2) Alongamento dos prazos da dívida

3) Reestruturar, pelo menos, a dívida  acima de 60% do PIB

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/veja-a-lista-das-70-personalidades-que-assinaram-o-manifesto=f860343#ixzz2vhUDhZ3Y

Comentários recentes

  • Anónimo

    Deve haver algum ruído de fundo e bem forte, ou en...

  • Anónimo

    Não sei?Mostre lá um único estudo ambiental sobre ...

  • Anónimo

    Tão mauzinho!

  • Anónimo

    O Grupo que controla a UCASUL quer criar uma nova ...

  • Ana Matos Pires

    Explique-me lá o que não percebe, pf.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds