Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Câmara de Ferreira do Alentejo pede condenação do Estado Português pelo abandono das obras na A26

Zé LG Zé LG, 31.03.14

A Câmara Municipal de Ferreira entregou no Tribunal Administrativo e Fiscal de Beja (TAF) uma Acção Administrativa Comum (ADC) contra o Estado Português.

Com esta Acção Administrativa Comum, Aníbal Costa, Presidente da Autarquia de Ferreira do Alentejo, quer a condenação das entidades envolvidas e que, “de uma vez por todas” sejam apuradas as responsabilidades, lamentando “não ter havido vontade formal da parte dos municípios envolvidos”, nomeadamente Santiago do Cacem, Grândola e Beja, na defesa da empreitada e na reposição das condições prévias à obra.

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=3512

QUEREMOS A REESTRUTURAÇÃO DA DÍVIDA!

Zé LG Zé LG, 31.03.14

Semáforos ou armadilhas?

Zé LG Zé LG, 30.03.14

Nos últimos meses semáforos existentes em Beja e no Penedo Gordo, para só falar dos que tenho conhecimento directo, têm estado avariados com frequência. Há os que só funcionam na lateral, os que só funcionam em cima e os que não funcionam nem na lateral nem em cima, como é o caso dos da fotografia.

Uma rua ou troço de estrada com semáforos avariados torna-se muito mais perigosa do que se os não tiver, porque se transforma numa autêntica armadilha para quem está habituado a circular nela, porque altera as prioridades.

Urge que sejam reparados.

Onde fica o Penedo Gordo?

Zé LG Zé LG, 29.03.14

A ter em conta o que aconteceu ontem à noite - um apagão de três horas (das 20h30 às 23h30, mais ou menos) -, ficaria numa qualquer remota aldeia dum um qualquer país do Terceiro Mundo de que nem sabemos o nome.

Mas não! O Penedo Gordo fica apenas a 4 km de Beja, onde logo à entrada fica a subestação da EDP...

Mas que grande e bem gerida empresa é esta que não consegue resolver um problema de quebra de fornrcimento de energia a uma distência destas das suas instalações? Que eu saiba, não foi uma noite de grandes problemas nem de muitas solicitações...

E que empresa é esta que, mesmo com Três Gargantas não apresenta uma explicação para a "coisa"? Deve ser mais um resultado da nacionalização, da globalização, do mercado aberto...

Pág. 1/9