Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Só trabalhando em conjunto se chega a bom porto”

Zé LG, 09.01.14

«Tenho vindo a acompanhar os comentários ao post e à questão bastante pertinente levantada pelo administrador deste espaço “Digam-me que isto não é verdade?”. Parece-me que a uma dada altura o assunto foi completamente desvirtuado e a questão continua por esclarecer! Parece que é verdade, existem funcionários que não só chefias que estão de facto “encostados”. Considerar isto normal, desculpem a redundância mas a mim não me parece nada normal. Confundir política com serviço público ao munícipe não me parece uma política assim muito inteligente, pois é este que vai acabar por sofrer as consequências desta gestão completamente prepotente. Para além do mau funcionamento dos serviços, da desmotivação dos funcionários que esta sim é normal, parece-me um luxo a Câmara de Beja ter funcionários na prateleira por razões idiotas, que são pessoas capazes, competentes com trabalho conhecido e reconhecido e alguns até com ordenados bastantes razoáveis. Meus “amigos”, o PCP utiliza constantemente o exemplo do 25 de abril e da liberdade conquistada em 1974 e a toda a hora apregoam a democracia, ora se vivemos nesse estado de direito cada um tem a liberdade de ter opinião e pensamento livre, e ainda bem que é assim, pois caso contrário isto era tudo muito aborrecido pois toda a gente pensava da mesma maneira, ora assim sendo pensem essencialmente na cidade e nas pessoas que nela vivem, não segreguem pessoas por elas pensarem e de terem opinião diferente, toda a gente é válida e só trabalhando em conjunto se chega a bom porto. Ouçam as pessoas, valorizem-nas, façam conta com toda a gente pois por vezes aqueles que partilham das mesmas ideias dos que estão no poder nem sempre são os mais competentes, há gente muitíssimo competente na Câmara de Beja que está sub – aproveitada somente por politiquice.

Anónimo a 8 de Janeiro de 2014 às 21:59», em: http://alvitrando.blogs.sapo.pt/2616706.html?view=6229890#t6229890

Boas propostas

Zé LG, 08.01.14

Os vereadores do PS na Câmara de Beja apresentaram uma proposta de alteração ao regulamento do Cartão Municipal Sénior, que é analisada e votada hoje, na reunião da autarquia.

O PS propõe medidas para “colmatar situações de maior vulnerabilidade da população idosa”: “alargar o universo de acesso ao cartão municipal sénior para todos os residentes no concelho com mais de 60 anos, com rendimentos "per-capita” iguais ou inferiores ao valor de 550 euros” e “alargar o benefício nos transportes públicos, com a comparticipação de pelo menos 25%, na aquisição do passe para a utilização da rede de transportes entre as freguesias rurais e a cidade de Beja”.

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=2822

“Hospital de Beja tem de pedalar muito”

Zé LG, 07.01.14

Os lóbis médicos que fizeram mexer o Hospital de Beja foram o da Radiologia e o da Cirurgia. Agora que o Hospital público não tem capacidade financeira para adquirir equipamentos de imagem caros, o lóbi da Radiologia enfraqueceu. O da Cirurgia também está debilitado, por ausência de uma liderança forte. Agora, só um novo lóbi técnico-político independente poderá fazer frente às tendências centralizadoras que tentam esvaziar este Hospital.

MF a 5 de Janeiro de 2014 às 14:02 - link do comentário

 

Se o Hospital de Beja não quiser ser um mero satélite do de Évora tem de pedalar muito!

Anónimo a 5 de Janeiro de 2014 às 11:49 - link do comentário

 

Para isso, e sem hostilizar Évora, só uma verdadeira equipa, com bastantes conhecimentos técnicos, uma liderança aceite e um elevado sentido de pertença pode dar corpo ao ainda projecto da Unidade Local .

João M a 5 de Janeiro de 2014 às 14:55 - link do comentário

 

In: http://alvitrando.blogs.sapo.pt/2615432.html?view=6217608#t6217608

Alentejana Cláudia Semião campeã nacional júnior de natação

Zé LG, 07.01.14

A jovem nadadora mourense, Cláudia Isabel Semião, que actualmente representa as cores do Sporting Clube de Portugal, sagrou-se, recentemente, campeã nacional júnior, em estilo livre, na estafeta 4X100.

Recorde-se que Cláudia Semião, de 16 anos, já contava no seu percurso, com várias conquistas em competições regionais, ao serviço do seu anterior clube, o Animata – Clube de Natação de Évora.

A autarquia mourense salientou que “é uma honra para o concelho ter uma jovem que se distingue desta forma no plano desportivo, esperando-se que os resultados obtidos possam ser um estímulo para ir mais longe”.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=1919 e

http://www.radioplanicie.com/gestao/noticias/index_noticias.php?noticia=9112

E se mudassem um pouco mais…

Zé LG, 07.01.14

EMAS deve 2 milhões às Aguas Públicas do Alentejo

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=1914

EMAS não tem “qualquer dívida à Águas Públicas do Alentejo”

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=2820

 

Estes dois títulos são bem o exemplo da política e da comunicação social que se fazem por estas bandas. No confronto autárquico entre a CDU e o PS prossegue a “novelodívida”. As rádios locais mantêm claras as suas opções partidárias. Apenas mudou o sentido.

Não seria já tempo de inovarem e mudarem um pouco mais? Será que vão levar mais quatro anos neste registo?

21ª Ovibeja lança 4º Concurso Internacional de Azeite Virgem Extra

Zé LG, 06.01.14

A 31ª edição da Ovibeja, que se realiza entre 30 de Abril e 4 de Maio de 2014, já abriu as inscrições para o 4º Concurso Internacional de Azeite Virgem Extra – Prémio Ovibeja.

O concurso, o único de âmbito internacional realizado em Portugal, é organizado pela ACOS – Agricultores do Sul – entidade organizadora da Ovibeja e conta com o apoio da Casa do Azeite – Associação do Azeite de Portugal e da Divisão da Competitividade e dos Mercados Agrícolas do Gabinete de Planeamento e Políticas do Ministério da Agricultura.

O Concurso Prémio Ovibeja visa promover a qualidade do azeite português e também o seu reconhecimento além-fronteiras.

Os interessados em participar no Concurso Internacional de Azeite Virgem Extra – Prémio Ovibeja deverão fazer a sua inscrição junto da Casa do Azeite.

De referir que, de ano para ano, tem vindo a aumentar a participação neste concurso. O ano passado a organização recebeu 73 azeites de diferentes partes do globo, com destaque para a participação de azeites de Espanha, Itália – que participou este ano pela primeira vez – Grécia, mas também azeites de outros destinos mais distantes, como o Chile.

Para mais informações sobre o concurso, contactar Engª Mariana Matos, Casa do Azeite através do telefone: 21 384 18 10 

PCP promove audição pública sobre saúde em Beja

Zé LG, 06.01.14

«No distrito de Beja, a perspetiva de privatização do hospital de Serpa ou a carência crónica de especialidades médicas são dois dos problemas mais visíveis, a que se somam muitos outros.
O direito à saúde, consagrado pela Constituição da República, é muito dependente das condições de acesso ou dos custos para os utentes. O distrito de Beja tem problemas sérios nestas matérias e por isso o PCP tem sido a força política que de forma persistente tem denunciado os problemas e exigido a sua resolução.
Assim entende o PCP e dada a gravidade e profundidade de alguns destes problemas, promover uma ampla discussão em torno destas matérias e realizar uma audição pública, no próximo dia 10 de janeiro de 2014, às 21 horas na Cafetaria no Pax Júlia – Teatro Municipal em Beja, envolvendo técnicos de saúde, outros agentes e utentes.»

Em: http://alvitrando.blogs.sapo.pt/2611742.html#comentarios, a 21 de Dezembro de 2013 às 12:29

Câmara de Vidigueira promove Cante dos Reis

Zé LG, 05.01.14

A autarquia de Vidigueira promove hoje o tradicional Cante dos Reis. Participam nesta iniciativa os grupos corais “Os Vindimadores de Vidigueira” e “Os Amigos do Cante”, de Cuba.  

A iniciativa começa no Largo da Cascata, às 20h30m, percorre vários locais da vila e termina em redor de uma fogueira na Praça da República, com prova de bolo-rei e licoroso. No final tem lugar a actuação dos Improvisos do Sul e do Grupo Amigos do Cante dos Reis de Pedrógão do Alentejo.

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=2802

“Terra Utópica!” é tema de capa da Revista Alentejo

Zé LG, 05.01.14

A Revista Alentejo, referente aos meses de Dezembro de 2013 e Janeiro e Fevereiro deste ano, já está nas bancas.

Nesta edição, o número 35, o tema de capa é “Terra Utópica!” e aborda um conjunto de temas de importância para o Alentejo e País, prestando homenagem a João Honrado e Urbano Tavares Rodrigues, traçando o percurso de cada um.

Há também para ler uma entrevista a António Murteira, pelo jornalista Paulo Barriga, o artigo “O Cante Alentejano e a Unesco”, outro sobre o projecto “3C 4Incubators” e “Fórum Eugénio de Almeida – Novo espaço dedicado à arte e cultura contemporânea em Évora”.

No espaço dedicado ao Poder Local Democrático há artigos para apreciar de Carlos Pinto de Sá, presidente da Câmara de Évora, de João Rocha, presidente da autarquia bejense, e de Maria Adelaide Teixeira, que lidera os destinos do Município de Portalegre.

Na secção internacional, o artigo de fundo é “China/Num mundo em mudança”, de António Murteira.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=1900

Francisco Duarte é o novo presidente do Conservatório

Zé LG, 04.01.14

O autarca Francisco Duarte, de Castro Verde, vai presidir ao conselho de administração do Conservatório Regional do Baixo Alentejo (CRBA) nos próximos dois anos.
Até 2015 a grande prioridade “é estudar a sustentabilidade do próprio CRBA”, adianta ao “CA” o edil da CDU, lembrando que o financiamento da instituição depende actualmente das comparticipações das autarquias e das candidaturas efectuadas ao POPH – Programa Operacional Potencial Humano, que em termos formais terminou no último dia de 2013.
“Temos a garantia de que o ano lectivo em curso será acompanhado pelos fundos comunitários, mas no futuro não sabemos. E este contexto é ainda mais grave quando sabemos que o Ministério da Educação se está a demitir de praticamente todas as suas responsabilidades em matéria de ensino artístico”, reforça Francisco Duarte.

In: http://www.correioalentejo.com/?diaria=10678&page_id=36

“Estou surpreendida com os ecos que o vento me devolve.”

Zé LG, 04.01.14

Escutar o vento é quase sempre bom mas...  também é preciso dizer que por vezes, à  força de ser repetidos, os ecos atropelam-se, deturpam as intenções, criam enganos ... e isto a ver pelo tom de alguns comentários que circulam neste fantástico abismo que é a internet - lugar onde nos podemos perder entre ecos - ainda a propósito da Carta a Bartolomeu.

Desta vez os ecos dizem-me que andamos a perder o centro, que se abusa do conforto do anonimato, se cai  na fulanização das questões. Dizem-me os ecos que corremos o risco de nos perdemos nas acusações e apreciações sobre quem fez, faz, ou fará maior estrago, incapazes de distinguir o acessório do central...

 

Cristina Taquelin, em: http://funcionariapublica.blogspot.pt/2014/01/dia-primeiro.html

O pior e o melhor em 2013

Zé LG, 01.01.14

É sempre difícil escolher o que de mais marcante nos tocou num ano. Se fizermos uma restropectiva documentada reduz essa dificuldade mas demora muito tempo. Resolvi, por esta última razão, citar de memória alguns acontecimentos que marcaram a minha existência no ano de 2013, que agora terminou.

 

O pior: foi-me detectado um cancro no cólon, fui operado e fiz seis meses de quimioterapia; a minha filha mais velha teve de ser operada a um joelho; outros problemas de saúde que me atingiram e aos meus; o falecimento de algumas pessoas amigas; redução de rendimentos; a redução de apoios a crianças com necessidades especiais de educação, menos tempo para a família e amigos; afastamento e dissolução da EXPOBEJA, a que me dediquei na última década; fraco reconhecimento eleitoral do movimento independente e plural “Por Beja com Todos”; agravamento da austeridade, do empobrecimento e das desigualdades sociais; Cavaco Silva e Paulo Portas colocaram a política no seu pior; Benfica não conquistou nenhuma das metas futebolísticas.

 

O melhor: a quimioterapia não teve tantos efeitos secundários quanto cheguei a recear e venci o cancro; outros problemas de saúde (meus e dos meus) foram ultrapassados ou controlados; nascimento de familiares ou filhos de pessoas amigas; a família e amigos confirmaram-me a sua solidariedade nos principais momentos; a luta dos pais pela reposição de apoios a crianças com necessidades especiais de educação; substituí um carro com 400 mil quilómetros e 17 anos por outro com 100 mil quilómetros e 4 anos; novos desafios e bom acolhimento profissionais; intensa actividade, afirmação como movimento independente e plural e vitória eleitoral na Freguesia de São Matias e eleição dos primeiros autarcas do “Por Beja com Todos” para a Assembleia Municipal e Assembleia da União de Freguesias de Salvador e Stª Maria da Feira; forte e crescente contestação social à política de austeridade; aparecimento e desenvolvimento de movimentos cívicos independentes.

Pág. 4/4