Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Tribunal condena presidente da Câmara de Estremoz por difamação

O tribunal de Estremoz condenou Luís Mourinha, presidente da Câmara Municipal de Estremoz, pelo crime de difamação na forma de publicidade e calúnia contra Eduardo Basso, tendo de pagar 160 dias de multa (1280 euros), custas judiciais e uma indemnização de 3.500 euros. 

O caso foi despoletado pelos cortes de subsídios do município de Estremoz à Liga dos Amigos do Castelo de Evoramonte (Lace) e remonta a 3 Novembro de 2010.

Nesta data já as trocas de acusações estre os dois dirigentes eram conhecidas, sobretudo no meio político local, e Luís Mourinha, no decorrer de uma reunião do executivo camarário, afirmou não distinguir “o Eduardo Basso do socialista, do director do jornal 'Ecos', do presidente da Lace, pois, para mim, é a mesma pessoa”. 

O autarca disse também que Eduardo Basso devia “95 mil euros às finanças” e, desta forma, colocou em causa o destino do subsídio atribuído pela câmara à Lace. “Não sei se o dinheiro que nós damos à instituição vai parar às finanças ou não”, duvidou. (aqui)

A Cinco Tons

Pita Ameixa afirma que o Governo tem de responder à situação dos imigrantes

Luís Pita Ameixa reconhece que a agricultura no Baixo Alentejo tem conhecido acentuado progresso, em grande medida graças ao projecto estatal do Alqueva e à resposta consequente dos investidores e agricultores, mas recorda também que o desenvolvimento económico só tem sentido, não como fim em si mesmo, mas como meio de desenvolvimento humano. Acrescentou que, nalguns casos, contingentes de imigrantes que chegam ao Baixo Alentejo, para trabalhos sazonais na agricultura, não têm tido as condições de trabalho e de instalação condignas que são exigíveis numa sociedade civilizada e humanista e que é preciso mudar esta situação.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=1967 e também em:

http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=2870

Alvitrando há dez anos

Apetecia-me fazer uma análise retrospectiva ao que foi esta década a andar alvitrando por aqui, mas não tenho tempo.

Assim fico-me por recordar como comecei o Alvitrando:

 

“ALVITRANDO porquê? - porque alvitrar significa que se dão alvíssaras e eu quero dar alvíssaras, isto é, agradecer a quem quiser dar notícias, a quem quiser comunicar, a quem quiser trocar ideias sobre temas gerais e, em especial, sobre o Alentejo e o poder local.
Pela minha parte, irei dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que, pela sua pertinência ou oportunidade, achar que devem ser divulgados por esta via, que hoje decidi abrir.”

 

E para mostrar um pouco o que tem sido a sua actividade, refiro algumas estatísticas:

- Mais de 10.000 alvitres (apaguei muitos, por falta de espaço);

- Mais de 24.000 mil comentários (apaguei muitos, por falta de espaço);

- Mais de 2.000.000 de visualizações (o contador foi várias vezes interrompido).

 

Gostava de saber qual é a vossa opinião sobre o Alvitrando, que hoje assinala dez anos de existência, tendo sido criado quando havia poucos blogues e sendo um dos poucos, na região, a manter-se desde o seu início em actividade ininterrupta, com edição diária.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Mais um anónimo engraçado para engrossar a monoton...

  • Zobaida

    Regime comuno-socialista??? Isto não é um problema...

  • Anónimo

    E um post sobre a mãe de um aluno que agrediu uma ...

  • Anónimo

    Também lá andaste Janeca eu sei, desculpa não me l...

  • João Espinho

    A última vez que falei com ele foi, precisamente,...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds