Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Dois meses depois

... e continua a haver crianças com necessidades educativas especiais sem  os apoios necessários. O que é que dizem as entidades com intervenção na matéria sobre a situação? Vão continuar caladas e a pactuar com ela, consentindo que crianças não tenham o desenvolvimento que poderiam ter se tivessem os apoios adequados? Onde está a escola inclusiva e onde ficam os direitos das crianças?

Quatro candidatos às eleições de 31 de Janeiro para reitor da Universidade de Évora

No seguimento da reunião da Comissão Eleitoral havida a 6 de janeiro de 2014, e dando cumprimento ao disposto no n.º 4 do artigo 7.º do Regulamento Eleitoral, divulga-se, a lista de candidaturas admitidas ao cargo de Reitor da Universidade de Évora:
Prof.ª Doutora Ana Maria Ferreira Silva Costa Freitas, de 59 anos, é professora do departamento de Fitotecnia e, entre 2006 e 2010, foi vice-reitora da universidade (http://home.dfit.uevora.pt/~afreitas/);
Professor Doutor Carlos Alberto Falcão Marques, de 56 anos, já desempenhou igualmente as funções de vice-reitor da UÉ, entre 2006 e 2008, e é professor do departamento de Gestão (http://home.dges.uevora.pt/~cmarques/);
Professor Doutor Carlos Alberto dos Santos Braumann, o actual reitor, de 62 anos, é docente da área de Matemática e está a cumprir o primeiro mandato;
Professor Doutor Manuel Pedro Ivens Collares-Pereira, de 62 anos, da área da Física, é investigador e titular da cátedra em Energias Renováveis, criada pela academia alentejana (http://www.uevora.pt/pessoas/%28id%29/37608).

 (aqui) e http://www.correioalentejo.com/?diaria=10732&page_id=36

Município de Serpa recebe menos 1,2 milhões de euros devido ao incumprimento dos limites de endividamento municipal

Oito municípios vão receber menos do Fundo de Equilíbrio Financeiro do que o previsto no Orçamento do Estado, devido ao incumprimento dos limites de endividamento municipal.

No Diário da República (DR) são hoje publicados oito despachos conjuntos dos gabinetes dos secretários de Estado do Orçamento e da Administração Local relativos aos municípios de Câmara de Lobos, Cartaxo, Espinho, Freixo de Espada à Cinta, Lagos, Serpa, Chaves e Lajes das Flores.

Os municípios vão ter uma redução de 10% nos duodécimos das transferências do Fundo de Equilíbrio Financeiro, previstas no Orçamento do Estado para 2013 e seguintes, até à verba equivalente ao montante ultrapassado.

In: http://sol.sapo.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=96594

Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

  • Anónimo

    Alguém sabe em que dia desfila o imperador, as oda...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds