Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Manifesto 3D reúne mais de 5 mil assinaturas e propõe candidatura convergente às Europeias

Os promotores iniciais do manifesto 3D reuniram, pela primeira vez, no último fim-de-semana, para eleger a comissão coordenadora que dará continuidade aos esforços iniciados com a divulgação do “Manifesto pela Dignidade, pela Democracia e pelo Desenvolvimento: Defender Portugal” e que, em apenas três semanas, já recolheu mais de cinco mil subscrições.

Por decisão tomada pelos promotores do manifesto, a comissão coordenadora eleita formalizará esta semana uma proposta dirigida à direcção do Bloco de Esquerda, à Comissão Instaladora do LIVRE e à Direcção da Associação Renovação Comunista para a constituição de uma candidatura convergente e mobilizadora às eleições europeias.

Esta candidatura deve ir muito além dos partidos e movimentos referidos. Deve estar aberta a todos os cidadãos e movimentos e organizações políticas e sociais que se revejam nos seus propósitos e que queiram defender em Bruxelas uma inflexão da política europeia que se traduza no abandono das políticas de austeridade e na adopção de políticas solidárias e de apoio ao desenvolvimento à escala europeia. Contrariando assim a actual orientação da União Europeia, que tem vindo a transformar-se em troika permanente, num espaço não-democrático, baseado na relação desigual entre ricos e pobres, credores e devedores, mandantes e mandados.

Por parte do Manifesto 3D, existe total abertura para encontrar a solução que mais favoreça uma candidatura convergente o mais ampla possível. O seu propósito é promover convergência tendo em vista dar resposta aos problemas do país e não acrescentar mais divisão entre aqueles que se opõem à estratégia da troika e da actual governação.

Esta candidatura às eleições europeias pretende apenas ser o primeiro passo para a construção de um projecto de governação alternativo à estratégia da troika e da actual maioria. A construção dessa alternativa deve tirar partido dos esforços já desenvolvidos e possibilitar a elaboração de uma base de programa de governação, tendo em vista as próximas eleições legislativas.

O Manifesto 3D realizará a primeira assembleia nacional de subscritores no início de Fevereiro.

A Comissão Coordenadora

António Avelãs, Daniel Oliveira, Eduardo Pinto Pereira, Guadalupe Simões, Henrique Sousa, Isabel do Carmo, João Almeida, José Castro Caldas, José Reis, José Vítor Malheiros, Manuel Coelho, Ricardo Paes Mamede e Rui Feijó

 

www.manifesto3d.pt

“Só trabalhando em conjunto se chega a bom porto”

«Tenho vindo a acompanhar os comentários ao post e à questão bastante pertinente levantada pelo administrador deste espaço “Digam-me que isto não é verdade?”. Parece-me que a uma dada altura o assunto foi completamente desvirtuado e a questão continua por esclarecer! Parece que é verdade, existem funcionários que não só chefias que estão de facto “encostados”. Considerar isto normal, desculpem a redundância mas a mim não me parece nada normal. Confundir política com serviço público ao munícipe não me parece uma política assim muito inteligente, pois é este que vai acabar por sofrer as consequências desta gestão completamente prepotente. Para além do mau funcionamento dos serviços, da desmotivação dos funcionários que esta sim é normal, parece-me um luxo a Câmara de Beja ter funcionários na prateleira por razões idiotas, que são pessoas capazes, competentes com trabalho conhecido e reconhecido e alguns até com ordenados bastantes razoáveis. Meus “amigos”, o PCP utiliza constantemente o exemplo do 25 de abril e da liberdade conquistada em 1974 e a toda a hora apregoam a democracia, ora se vivemos nesse estado de direito cada um tem a liberdade de ter opinião e pensamento livre, e ainda bem que é assim, pois caso contrário isto era tudo muito aborrecido pois toda a gente pensava da mesma maneira, ora assim sendo pensem essencialmente na cidade e nas pessoas que nela vivem, não segreguem pessoas por elas pensarem e de terem opinião diferente, toda a gente é válida e só trabalhando em conjunto se chega a bom porto. Ouçam as pessoas, valorizem-nas, façam conta com toda a gente pois por vezes aqueles que partilham das mesmas ideias dos que estão no poder nem sempre são os mais competentes, há gente muitíssimo competente na Câmara de Beja que está sub – aproveitada somente por politiquice.

Anónimo a 8 de Janeiro de 2014 às 21:59», em: http://alvitrando.blogs.sapo.pt/2616706.html?view=6229890#t6229890

Comentários recentes

  • Anónimo

    alguém pode dizer onde é este lugar?

  • Anónimo

    Concordo a 1000% com M. Frade.Pode-se, rádios, jor...

  • Quim

    Foi a conclusão que EU tirei. Mas não fui o unico....

  • Anónimo

    voto em branco

  • Anónimo

    voto em branco

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds