Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

GOP's e Orçamento da Câmara de Beja aprovados apenas com os votos da CDU

A Assembleia Municipal de Beja aprovou ontem, por maioria, o Orçamento e as Grandes Opções do Plano (GOP) para 2014.

Com os votos favoráveis da CDU e as abstenções de PS, PSD/CDS, e Por Beja com Todos, foi aprovado, ontem, em Assembleia Municipal, o Orçamento e as GOP para 2014. Os eleitos socialistas na Assembleia Municipal não acompanharam o sentido de voto dos vereadores do PS, que na Câmara, votaram contra os documentos previsionais.

Rodeia Machado, em nome da CDU, valorizou o orçamento realçando a redução da despesa corrente e o aumento de verbas para investimento.

Paulo Arsénio, líder da bancada socialista, realçou o incumprimento legal, por parte do Executivo, no estatuto da oposição, na preparação do documento e considera que este Orçamento é “uma má surpresa”. A abstenção dos socialistas, é para Paulo Arsénio, uma forma de dar ao actual executivo o “benefício da dúvida”.

Para os eleitos da coligação PSD/CDS, pela voz de José António Falcão, o Orçamento apresenta como fatores positivos o facto de não agravar a divida do Município e de valorizar a arte, a cultura e o desenvolvimento. A abstenção traduz o benefício da dúvida ao primeiro orçamento deste mandato.

Cristina Taquelim, do Movimento Por Beja com Todos, considerou o processo de construção do Orçamento e das GOP “muito atabalhoado”. Reconhecendo o pouco tempo que o actual Executivo teve para preparar os documentos, Taquelim defendeu que era possível ter feito mais, no sentido de ter um documento mais participado. O benefício da dúvida foi também a opção do Movimento, abstendo-se na votação.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=1886

"Hospital de Beja cumpre com parâmetros de qualidade exigidos"

A Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), Hospital José Joaquim Fernandes, cumpre com todos os parâmetros de qualidade exigidos em áreas como a cardiologia, ginecologia, obstetrícia, ortopedia e pediatria.   

Esta é uma das conclusões da segunda avaliação anual de 2013 do Sistema Nacional de Avaliação em Saúde (SINAS).

De acordo com os dados a que a Rádio Pax teve acesso, na Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo não foram avaliadas questões como a “segurança do doente”, “adequação e conforto das instalações”, “focalização no utente” e “satisfação do utente”.

Segundo o Sistema Nacional, a Unidade Local “não forneceu os elementos necessários para avaliação”.

O SINAS é um projecto da Entidade Reguladora da Saúde (ERS). A Entidade pretende “promover um sistema de classificação de saúde quanto à sua qualidade global, de acordo com os critérios objectivos e verificáveis, incluindo os índices de satisfação dos utentes”. 

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=2773

Comentários recentes

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

  • Anónimo

    Alguém sabe em que dia desfila o imperador, as oda...

  • Munhoz Frade

    Um desabafo como este do Vitor Paixão é um momento...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds