Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Vigília pelos serviços públicos, esta tarde no Largo dos Correios

Esta tarde, pelas 17 horas, há uma vigília pelos serviços públicos, no Largo dos Correios, em Beja, no âmbito da Semana de Indignação e Luta, que decorre até à próxima 6ªfeira, proposta pela CGTP-IN, com a realização, em vários pontos do País, de um variado leque de acções de protesto. O objectivo é que todos juntos e a uma só voz exijam a mudança de política e de Governo.

Os trabalhadores protestam contra o aumento da idade de reforma bem como a redução do valor das pensões e exigem a defesa das funções sociais do Estado.

In: http://www.vozdaplanicie.pt/index.php?go=noticias&id=1765

e http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=2663

CIMBAL recusa “espaços lojas do cidadão” e “repudia veementemente” OE para 2014

A CIMBAL reuniu com o Secretário de Estado para a Modernização Administrativa, tendo Joaquim Pedro da Costa apresentado o novo modelo de atendimento de serviços públicos, denominado “espaços lojas do cidadão”.

O projecto pretende proporcionar aos munícipes postos de atendimento digital onde poderão fazer, por exemplo, a marcação de consultas online, a renovação da carta de condução ou pedidos de certidões. O Governo quer estabelecer parcerias com os municípios para concretização das suas pretensões.

As Câmaras que integram a CIMBAL deliberaram “repudiar o referido modelo” e apresentaram argumentos que, em sua opinião, “defendem as populações no que concerne ao impedimento de encerramento de serviços, como por exemplo: finanças, correios, conservatórias, centros de saúde, centros de emprego e unidade de segurança social, entre outros”. A proposta apresentada verbalmente pelo Governo não prevê contrapartidas financeiras para o que as Câmaras chamam de “delegação de competências encapotada”. Nesse sentido, os municípios da região não estão dispostos a estabelecer parcerias com o poder central.

O Conselho Intermunicipal da CIMBAL, em nota enviada à Rádio Pax “repudia veementemente” as medidas inscritas no Orçamento do Estado (OE) para 2014, porque “impedem os municípios de honrarem os seus compromissos, junto de quem mais deles necessita – os munícipes e assim inviabilizam e hipotecam o desenvolvimento destes territórios”.

In: http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=2665

Comentários recentes

  • Anónimo

    Está tudo dito... nada a acrescentar! Incapacidade...

  • Anónimo

    "O Ministério do Planeamento anunciou esta quinta-...

  • Anónimo

    Se os autarcas locais , independentemente da cor p...

  • Anónimo

    Conordo em absoluto com o comentário anterior.O di...

  • Anónimo

    O problema é que em Beja este ou outro tema verdad...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds