Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Trabalhadores satisfeitos trabalham melhor”

«Toda a gente sabe que trabalhadores satisfeitos trabalham melhor. O que não quer dizer que trabalhadores desgostosos tratem mal os seus semelhantes. No entanto, todos sabemos como o stress laboral se pode traduzir em irritabilidade, e como a sobrecarga prejudica a qualidade do que se faz. As condições de exercício do trabalho são pois um importante fator. No entanto, em trabalhos que envolvem responsabilidade social e humanidade, como a prestação de cuidados de Saúde, estou em crer que a formação profissional e os valores éticos prevalecem, não obstante serem desenvolvidos muitas vezes em condições insatisfatórias. Por isso, vejo mais fatores organizacionais como causadores da degradação de que fala. Quando as administrações não têm sensibilidade para a missão humanitária, então não valorizam a necessidade de tratar bem os colaboradores. Nem sequer estão dispostos a colher as opiniões dos mais experientes, que são preciosas para identificar os problemas e para os corrigir.

Spartacus a 9 de Dezembro de 2013 às 22:08», em: http://alvitrando.blogs.sapo.pt/2601397.html#comentarios

“Que alternativas tem a ULSBA para manter os cuidados de saúde que todos precisamos?”

«Que alternativas tem a ULSBA para manter os cuidados de saúde que todos precisamos e simultaneamente equilibrar a sua situação financeira?
Tem forçosamente que reduzir camas, como referiu a sua Presidente, ou poderiam ser apresentadas outras alternativas? As várias alternativas foram estudadas, apresentadas e debatidas internamente?
A Presidente da ULSBA referiu que irá abrir camas de Psiquiatria, dando continuidade e concretizando um projecto político da anterior gestão, sim politico local. É ou foi o melhor caminho escolhido? Vai dar a melhor resposta que precisamos ter no Distrito? Que outras apostais poderíamos e ou deveríamos fazer? Que ganhos de eficiência vamos obter com esta melhoria na qualidade? Com esta resposta, nesta área da Psiquiatria, a ULSBA vai ver reforçado o seu orçamento? Se não, como vai equilibrar a "delicada"situação financeira que herdou e continua a manter?
Os Conselhos de Administração não podem continuar a pensar que" quem vem atrás que feche a porta". É este pensamento que tem contribuído para abalar o SNS. E a nível local, pior ainda, quando imbuídos de um certo caciquismo, respondem ou tentam responder ao nível de uma teia de relações que em nada contribuem para garantirmos uma resposta do SNS com qualidade, ou pelo menos mantendo a que tínhamos, mas melhorando os níveis de eficiência, porque o contexto mudou e não vai voltar atrás. Então mudemos o que faz falta mudar e tão-somente isso.

INDEPENDENTE a 7 de Dezembro de 2013 às 14:49»,

em: http://alvitrando.blogs.sapo.pt/2599411.html#comentarios

Comentários recentes

  • Anónimo

    É para chorar... Assim, como querem fixar populaçã...

  • Anónimo

    A dita M. está em recuo...

  • João Espinho

    @Anónimo 22.10.2019 22:30 - isso é para rir?

  • Anónimo

    Bem, a reboque disso, reformulam-se as direcções r...

  • Anónimo

    Ah, estamos bem... temos taxas de água, esgoto e l...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds