Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

A EMAS e a política da Câmara de Beja

A Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMAS) de Beja constituiu um fundo de reserva para fins sociais, durante o ano 2013, com base no qual

apoiou a compra de equipamentos “de cinco IPSS, que intervêm nas áreas da infância, juventude e deficiência”, conforme se pode ler e ouvir em:

 http://www.radiopax.com/index.php?go=noticias&id=905.

 

É uma iniciativa de louvar e mais de louvar seria ainda se estas preocupações sociais não tivessem surgido em vésperas de eleições autárquicas, num ano em que, certamente por pura coincidência, a EMAS não aumentou os preços da água e tem promovido um conjunto de iniciativas com forte impacto mediático.

A propósito destas preocupações sociais colocamos aqui a seguinte interrogação: Porque é que a EMAS cobra mais de 50,00 euros pela assinatura de um contrato de fornecimento de água, enquanto a EDP, por exemplo, nada cobra pela as

sinatura do contrato de fornecimento de energia?

Comentários recentes

  • Anónimo

    M. Frade, não compreendeu o que petendi dizer com ...

  • Munhoz Frade

    Quis dizer “gerar” e não “gerais”. Não reparei na ...

  • Anónimo

    Seria voltar a focar as questões ligadas ao modo d...

  • Munhoz Frade

    Um pouco de polémica, meu caro ZLG:Sabemos que cau...

  • Anónimo

    É pena que o próprio DA não se tenha interessado p...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds